Jornal do Commercio
CICLO FECHADO

Náutico anuncia dois jogadores e encerra ciclo de contratações

Ambos os reforços vieram para a defesa alvirrubra

Publicado em 13/06/2018, às 15h37

Suéliton defendendo o ABC / Divulgação/ABC
Suéliton defendendo o ABC
Divulgação/ABC
Matheus Cunha
Twitter: @matheuscunha08

O Náutico anunciou nesta quarta-feira (13/06) seus dois últimos reforços para a Série C do Brasileirão. Ambos para a defesa: o zagueiro Suéliton e o lateral-esquerdo Assis. Os dois já estão no Recife e aguardam regularização para poder entrar em campo.

Suéliton, de 26 anos, é natural de Guarabira, na Paraíba, e iniciou sua carreira no Campinense. Passou ainda por Ponte Preta, CSP, ABC e América-MG, quando integrou a equipe que jogou a Série A e foi campeã mineira em 2016. O zagueiro atuou também pelo Vitória de Guimarães, de Portugal. Seu último clube foi o Oeste. A última vez que entrou em campo foi na derrota por 5x1 para o CSA, na terceira rodada da Série B, no dia 27 de abril.

Já o lateral-esquerdo Assis é um pouco mais rodado e tem 32 anos. Nunca passou por grandes equipes do futebol nacional. Possui passagens por clubes como Atlético Sorocaba, América-SP, Uberlândia, Itumbiara, Confiança, Paraná e Novo Hamburgo, seu último clube. Trabalhou no ano passado com o técnico Beto Campos, que treinou o próprio Náutico na Série B.

INSCRIÇÕES

Com as duas contratações, o Náutico chegará a 33 inscrições na Série C. O clube já inscreveu 28 atletas na competição e ainda contará com Gabriel Araújo, Júnior Lemos e Rafael Oliveira, levando esse número para 31. Os dois reforços fecham a conta. Vale lembrar que na Terceira Divisão cada equipe pode inscrever até 35 atletas, sem direito a trocas. Os outros dois nomes devem vir das categorias de base. 





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM