Jornal do Commercio
Série C

Indo pro 35º jogo seguido, Bruno ressalta evolução no gol do Náutico

Desde 2013 no Timbu, goleiro agarrou a oportunidade que teve no ano e não largou mais

Publicado em 11/07/2018, às 12h45

Goleiro se consolidou como pilar defensivo do Náutico em 2018 / Léo Lemos/Náutico
Goleiro se consolidou como pilar defensivo do Náutico em 2018
Léo Lemos/Náutico
Diego Toscano
Twitter: @diegotoscanoo

Todo jogador usa a expressão "agarrar as oportunidades" quando tem a chance de ser titular no time. Mas poucos levam tão ao pé da letra quanto o goleiro Bruno. Desde 2013 no Náutico, o jogador de 24 anos só teve a primeira sequência no Timbu na atual temporada. E não largou mais: na próxima segunda (16), contra o Salgueiro e pela Série C, completa a 35ª partida seguida como titular do clube alvirrubro no ano.

Contra o Cordino-MA, pela primeira fase de Copa do Brasil e no dia 31 de janeiro, Bruno entrou no segundo tempo na vaga de Jefferson, que sentiu uma lesão muscular. Dali em diante, não saiu mais da equipe titular, mesmo com a maratona de jogos do Náutico no primeiro semestre. Ao todo são 34 jogos seguidos, com 36 gols sofridos e 3004 minutos em campo. Hoje, é o atleta que mais atuou pelo clube em 2018.



EVOLUÇÃO

Perguntado sobre o que evoluiu desde o jogo contra o Cordino-MA, Bruno não ressaltou as qualidades técnicas. Para ele, a força emocional foi a que mais cresceu. "Acho que a minha evolução foi mais na cabeça. No começo dos jogos, ainda ficava nervoso e tenso. Ansiedade atrapalha às vezes, e melhorei neste aspecto da tranquilidade, da concentração. Goleiro acaba evoluindo com a sequência dos jogos. Está sendo muito bom pra mim", afirmou o goleiro.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM