Jornal do Commercio
Estreia

Dificuldades, repórter-atacante e gratidão: a 1ª vez de Luiz Henrique

A estreia do volante diante das câmeras rendeu muitas risadas no Náutico

Publicado em 12/07/2018, às 12h40

Primeira vez de Luiz Henrique diante das câmeras / Diego Toscano/JC
Primeira vez de Luiz Henrique diante das câmeras
Diego Toscano/JC
Diego Toscano
Twitter: @diegotoscanoo

Dentro de campo, Luiz Henrique vem mostrando qualidade de veterano no Náutico na Série C. Mas fez uma estreia inusitada nesta quinta-feira (12): diante das câmeras. No CT Wilson Campos, o volante deu sua primeira entrevista coletiva pelo clube alvirrubro. Nervoso, contou até com a ajuda do "traíra" Robinho, amigo desde a base e que fez até pergunta para o companheiro. Luiz comemorou o momento que vive, falou sobre as dificuldades do início de carreira e agradeceu aos técnicos que o fizeram chegar até aqui.

Antes, durante e depois, a primeira entrevista de Luiz Henrique foi marcada pelo humor. Do lado de fora da sala de coletiva, a assessoria de imprensa do Timbu passou alguns minutos instruindo o jogador. Enquanto isso, o atacante Robinho, que já passou pela estreia nos holofotes e também é destaque na equipe, escondeu-se na sala de imprensa. O lateral Bryan também passou um tempo conversando com Luiz, que entrou já procurando alguma pegadinha no local onde os repórteres estavam. Depois de tentar tirar sem sucesso o amigo e atacante, o volante começou a falar.

Tímido, tentou sempre mostrar sua gratidão com o Náutico, que o revelou profissionalmente. E que não esperava chegar tão longe já no seu primeiro ano no time principal do Timbu. "Não passava pela minha cabeça, no primeiro ano como profissional, já estar assim. Mas sempre trabalhei forte desde a base para chegar aqui em cima e fazer o meu melhor", afirmou o jogador, que recentemente renovou com o clube alvirrubro até junho de 2021. "Fiquei feliz de renovar com o Náutico, time que me revelou pro futebol", complementou.

O atleta começou a jogar futebol em Alagoas, mas foi em Pernambuco que teve as primeiras chances em alto nível. Passou pelas categorias de base do Sport e foi trazido para o Náutico em 2016, pelo técnico Levi Gomes. "Comecei numa escolinha de bairro em Maceió. Depois fui pro Sport, fui dispensado por motivos pessoais e vim para cá. Foi o professor Levi que me trouxe. Me deu muita força, assim como Dudu (Capixaba, atual técnico do Sub-20) e Roberto (Fernandes, ex-treinador do Timbu). Sou grato a todos", explicou.

Antes de se destacar no Náutico, porém, Luiz Henrique é mais um com histórias de dificuldades na infância e que tem o futebol como esperança para ajudar a família. "Passei muitas dificuldades. Às vezes, ia treinar e não tinha passagem para voltar. Fui superando tudo isso com o apoio dos meus pais e consegui chegar até aqui. Espero ter um futuro brilhante para ajudar a minha família", disse Luiz Henrique.

ROBINHO

Fechando a coletiva, um repórter diferente "atacou". Tão nervoso quanto quem estava respondendo, o atacante Robinho perguntou quem era o melhor amigo de Luiz Henrique no elenco. E se tinha algum "traíra" no grupo. "Todos são meus amigos, não tem nenhum traíra no grupo", falou brincando o volante, que depois se corrigiu: "O trairá é ele (risos)."

No final de tudo, será que o volante gostou da sua primeira coletiva? "Estava muito nervoso (risos). Como era minha primeira coletiva, recebi boas orientações (da assessoria de imprensa) e vim. Acho que deu tudo certo", finalizou.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe
As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano
Nordeste Renovável Nordeste Renovável
Com a força dos ventos e a incidência solar, o Nordeste desponta como oásis. Não só para o turismo, nem apenas no Litoral. Na geração de energia sustentável está a nova fonte de riqueza da Região, principalmente no interior

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM