Jornal do Commercio
Notícia
timbu

Diógenes Braga nega saída de Robinho do Náutico

O vice alvirrubro negou qualquer proposta oficial pelo atacante cria da base timbu

Publicado em 22/04/2019, às 21h24

Robinho é cria da base do Náutico. / Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Robinho é cria da base do Náutico.
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Karoline Albuquerque
Do Blog do Torcedor

O vice-presidente de futebol Diógenes Braga tratou de logo negar as especulações sobre uma possível saída do atacante Robinho do Náutico. Em entrevista à Rádio Jornal nesta segunda-feira (22), o dirigente alvirrubro garantiu que não há nenhuma proposta oficial pelo jogador cria da base timbu. O vice-mandatário, inclusive, afirmou ser positivo ver que jogadores só saem do clube neste momento com contrapartidas financeiras.

"A gente não tem nenhuma proposta oficial. Robinho é um grande jogador, atleta de 20 anos que teve um ano de 2018 brilhante. No ano de 2019, oscilou um pouco pelo fato de ter tido uma lesão, fazer intervenção no joelho. Está retomando a forma física. Mas não tem negociação", destacou Diógenes.

O vice-presidente emendou ainda que não só o atacante como outros jogadores interessam a outros clubes. Em sua visão, algo natural por causa do desempenho dos atletas com a camisa vermelha e branca. Caso algum outro time se interesse, o Náutico irá ouvir as propostas. Tudo com uma compensação financeira não só pelo que vale o atleta, como "pelo que o clube apostou e investiu".



Por esse tipo de especulação, Diógenes afirmou que é possível ficar feliz. Ele lembra que, há não muito tempo, o clube terminava competições temendo perder boa parte de seu elenco sem receber nada em troca.

"Simplesmente atletas que estavam no clube muitas vezes com salários atrasados que poderiam sair por clausulas contratuais ou outros motivos. E nesse momento o Náutico fala em ter atletas pretendidos por outros clubes, mas que só vão sair por contrapartida financeira determinada pelo Náutico. Isso é grande evolução. Mostra que o Náutico está resgatando sua força, sua marca no mercado. Não só como clube, mas principalmente como um grande formador de talentos", concluiu.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM