Jornal do Commercio
Notícia
Álvaro

Apresentado no Náutico, Álvaro espera ficar 100% fisicamente contra o Treze

Jogador entrou no segundo tempo contra o Imperatriz e atuou por cerca de 30 minutos, mas ainda não está 100% fisicamente

Publicado em 11/07/2019, às 16h28

Álvaro se mostrou grato pela oportunidade no Náutico / João Victor Amorim/Rádio Jornal
Álvaro se mostrou grato pela oportunidade no Náutico
João Victor Amorim/Rádio Jornal
Fernando Castro
Twitter: @fernand0_castro

O atacante Álvaro estreou pelo Náutico na derrota para o Imperatriz, pela última rodada da Série C, mas só foi apresentado oficialmente nesta quinta-feira, no CT Wilson Campos. No primeiro jogo com a camisa alvirrubra, o jogador entrou no segundo tempo e atuou cerca de 30 minutos. Contra o Ferroviário, o atacante acredita que ainda não tem condições de jogar durante os 90 minutos, mas trabalha para ficar 100% fisicamente contra o Treze, no dia 21 de julho.

"Para ser sincero, no momento eu acho que (jogar) os 90 minutos eu não tenho possibilidade, por me conhecer, mas acho que durante a semana vou ganhando cada vez mais fisicamente. Acho que não nesse jogo agora (Ferroviário), posso sentir um pouco a parte física, mas no próximo jogo (Treze) possa ser que eu esteja 100%", comentou Álvaro.

Esta será a segunda passagem de Álvaro em Pernambuco. O jogador defendeu o Salgueiro em 2016 e 2017 e se mostrou grato por defender o Náutico. "Por ser da cidade eu sei da tradição dessa camisa, do peso que é, então tem que aproveitar a oportunidade. Vestir esse manto é uma oportunidade enorme na minha vida, a torcida aqui apoia muito e eu espero dar alegrias com gols", disse.



CARACTERÍSTICAS

Quando entrou no jogo contra o Imperatriz, Álvaro atuou na ponta esquerda do ataque, mas garante que também sabe jogar como centroavante. Quando foi contratado, o vice-presidente do Náutico, Diógenes Braga, classificou o atacante como um jogador de 'arrasto'. O novo reforço alvirrubro revelou que não tem preferência por onde atuar e que sua posição depende do técnico Gilmar Dal Pozzo.

"Na verdade eu vou mais pela opção do treinador. São duas posições que eu sei fazer, gosto de jogar nas duas também. Por ter facilidade em jogar na ponta, muitos treinadores optam por me colocar no lado do campo, então o treinador sempre conversa qual a melhor situação para mim. Eu sei jogar nas duas e acho que isso facilita para mim. Aonde ele optar por me colocar eu vou estar pronto para jogar", destacou.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM