Jornal do Commercio
Notícia
Série C

STJD deve julgar impugnação de Náutico x Paysandu na sexta

Defesa do Náutico tem até esta terça-feira (17) para se manifestar sobre o caso

Publicado em 16/09/2019, às 19h18

Jean Carlos converteu o pênalti marcado no último minuto de jogo / Alexandre Gondim/JC Imagem
Jean Carlos converteu o pênalti marcado no último minuto de jogo
Alexandre Gondim/JC Imagem
Fernando Castro
Twitter: @fernand0_castro

Depois de determinar a não homologação da partida entre Náutico e Paysandu, válida pelas quartas de final da Série C, na última sexta-feira (13), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) deve julgar o pedido de impugnação nesta sexta-feira (20). O clube pernambucano tem até esta terça-feira (17) para se manifestar e elaborar a defesa sobre o caso. O corpo jurídico alvirrubro segue confiante quanto aos trâmites do processo.

"A elaboração da defesa do Náutico está em curso e a gente vai apresentar ela amanhã. Nós estamos confiantes de que as chances disso prosperar são mínimas, porque não tem direito, não tem suporte. Depois da defesa do Náutico, a Procuradoria tem um prazo de dois dias, até quinta-feira, para responder e aí esse julgamento deve ocorrer logo, de forma célere, em um tempo subsequente", afirmou Roberto Selva, advogado do clube.

APOIO DA FPF

Em apoio ao Náutico, a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) contratou o advogado Paulo Schmitt, que foi durante dez anos procurador-geral do STJD, para participar do julgamento. Assim como a defesa do corpo jurídico alvirrubro, a FPF se baseia nas legislações do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e da FIFA para se manter confiante no caso.



"Nós contratamos Paulo Schmitt, que é o maior jurista da área, foi durante anos do STJD. Contratamos ele para defender não o Náutico, mas a legislação o CBJD e FIFA, que dizem que não se pode alterar resultado de jogo por julgamento. Então nós tomamos essas providências e o Náutico está fazendo a defesa dele do processo também, para a gente não correr riscos", comentou Evandro Carvalho, presidente da FPF. 

O CASO

O Paysandu contesta o pênalti marcado a favor do Náutico pelo árbitro Leandro Pedro Vuaden, aos 49 minutos do segundo tempo. O time alvirrubro converteu a penalidade e empatou a partida, levando a decisão para as cobranças de pênaltis. Nos tiros livres, o Timbu venceu por 5×3 e garantiu o acesso à Série B. No último domingo (15), o Náutico disputou a primeira partida da semifinal e foi derrotado para o Juventude, por 2x1. O jogo de volta está marcado para o próximo domingo, no estádio dos Aflitos.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM