Jornal do Commercio
Notícia
Bryan

Diretoria do Náutico admite possibilidade baixa de contratar lateral Bryan

Timbu tem interesse no retorno do jogador para a próxima temporada

Publicado em 08/11/2019, às 07h43

Bryan jogou no Náutico no ano passado / Léo Lemos/Náutico
Bryan jogou no Náutico no ano passado
Léo Lemos/Náutico
Fernando Castro
Twitter: @fernand0_castro

À medida que tem avançado no processo de renovação com os jogadores que já estavam no elenco, a diretoria do Náutico também tem observado o mercado para contratar novos atletas para a próxima temporada. Depois de anunciar o atacante Salatiel como primeiro reforço, o Timbu agora tenta o retorno do lateral-direito Bryan, que defendeu as cores alvirrubras no ano passado, quando foi titular durante a Série C. Apesar de admitir o interesse no jogador, o vice-presidente Diógenes Braga revelou que a possibilidade de contratação é baixa.

"Bryan é um jogador que estava na Série A, em um clube que estava há anos na Série A. Mesmo que a Chapecoense sofra o rebaixamento, é um clube que projeta muito bem, então é um atleta que tem mercado. Pelo que jogou no Náutico no ano passado, durante a Série C, ele abriu mercado, é jovem, tem características muito boas e uma qualidade técnica acima da média. Então é um jogador que o Náutico tem interesse, mas a possibilidade de trazer é baixa", revelou Diógenes Braga.

No início da semana, Bryan rescindiu o contrato com a Chapecoense, onde disputou 11 jogos na temporada. O jogador foi formado nas categorias de base do clube catarinense, que permanece com 10% de seus direitos econômicos. Depois da boa passagem do lateral-direito em Pernambuco no ano passado, com 13 partidas e um gol marcado, a diretoria do Náutico tentou renovar o empréstimo junto à Chape, mas não obteve sucesso na oportunidade.



CARACTERÍSTICAS

O vice-presidente do Náutico justificou o interesse no retorno de Bryan por conta das características e da qualidade técnica do jogador. Como o lateral-direito André Krobel não vai permanecer no clube para o próximo ano, Bryan chegaria para disputar posição com o prata da casa Hereda, titular durante grande parte da temporada e que recentemente renovou contrato com o clube até o final de 2022.

"Bryan tem características extremamente interessantes. Por ser um meia de origem que foi adaptado a lateral e pela força física que tem se adaptou muito bem, tendo uma técnica refinada e alguns recursos de jogo incomuns a laterais, por exemplo apoiar em diagonal, não apenas até a linha de fundo, poucos laterais fazem isso. Agora, do jeito que o Náutico viu essas características, vários clubes viram", destacou o vice-presidente alvirrubro.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM