Jornal do Commercio
Notícia
Entrevista

Wilson Souza explica polêmica do árbitro de vídeo no Brasil

Ex-árbitro acredita que estão utilizando o árbitro de vídeo (VAR) de maneira equivocada futebol brasileiro

Publicado em 19/04/2019, às 18h42

Reprodução/TVJC  / Wilson Souza (C) acredita que a tecnologia no futebol serve para evitar injustiças.
Reprodução/TVJC
Wilson Souza (C) acredita que a tecnologia no futebol serve para evitar injustiças.
Robert Sarmento
Rádio Jornal

Na tentativa de trazer um resultado justo, os principais campeonatos estaduais do país como São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Bahia aderiram o árbitro de vídeo nas finais estaduais. Mesmo assim, a utilização do VAR tem causado polêmica no futebol brasileiro, devido a demora nas definições da arbitragem. O ex-árbitro Wilson Souza, concedeu entrevista a editoria de esportes do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação para esclarecer dúvidas sobre como se deve usar o recuso tecnológico.

"Na consulta do VAR, é a decisão do árbitro que prevalece. Ele vai ver, julgar e decidir se permanece com a marcação anterior ou não. Nesse momento, ele tem que olhar de maneira clara e objetiva. O que temos visto é que o árbitro leva cerca de 5 ou 8 minutos. Isso não pode. O VAR veio para ajudar. É um auxílio para não prejudicar", comentou.



PERNAMBUCO

No cenário local, entretanto, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF) alegou que os Aflitos, na primeira partida da final do Campeonato Pernambucano, "não tinha estrutura para receber os equipamentos". Declaração rebatida pelo vice-presidente executivo do Náutico, Diógenes Braga, que afirmou ter sido uma "desculpa para evitar gastos".

"A ideia é minimizar os erros e maximizar os erros. O que acontece no Brasil é que estão usando a ferramenta como a principal decisão. Estão esperando a decisão do VAR, indo na contramão do restante do mundo. Eles (os árbitros) têm que tomar a decisão. No momento em que a decisão for errada, é quando cabe a interferência", concluiu Wilson Souza.



OFERTAS

Especiais JC

Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.
Mãe Guerreira Mãe Guerreira
Junto com uma criança, nasce sempre uma mãe, que enfrenta inúmeros desafios para educar, acolher e dar o melhor aos filhos. Por isso, todas elas carregam em si a força e a coragem de verdadeiras guerreiras.
JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM