Jornal do Commercio
rio-2016

Sob polêmica, Solange Almeida e Xand Avião levam a tocha olímpica em Fortaleza

Cantores foram criticados por algumas pessoas pelo fato de não serem atletas

Publicado em 07/06/2016, às 21h13

Solange Almeida usou seu Instagram para se defender das ofensas / Foto: Nara Fassi/Ag.FPontes/Divulgação
Solange Almeida usou seu Instagram para se defender das ofensas
Foto: Nara Fassi/Ag.FPontes/Divulgação
JC Online

A tocha olímpica chegou nesta terça-feira (7) a Fortaleza, no Ceará, e teve como condutores os cantores Solange Almeida e Xand, da banda Aviões do Forró, que foram duramente criticados na internet. 

>>> TROFÉU DANADO DE BOM: VOTE NO HIT DO SÃO JOÃO

Assim que a cantora Solange postou uma foto no seu Instagram compartilhando a emoção com seus fãs, surgiram as primeiras ofensas. Muitos questionavam o motivo da escolha da dupla para carregar o símbolo olímpico, já que eles não são atletas.

No fim da participação, por conta da dimensão que o caso tomou, a vocalista da Aviões do Forró voltou a utilizar seu Instagram, mas agora para se defender. 



 

#boanoiteserumaninhos !! Já que as pessoas falam tanto em 'liberdade de expressão' hoje resolvi utilizar a minha conforme me garante a lei. Desde que a Coca Cola convidou @xandaviao e eu para carregarmos a #TochaOlímpica ficamos extremamente agradecidos, porém fomos literalmente bombardeados com críticas de todos os tipos. Dezenas de comentários agressivos, muitos alegando que não tinhamos merecimento ou que não éramos atletas para participar desta celebração. Muitos sequer sabem que o Revezamento da Tocha Olímpica até o Rio (ato em que várias pessoas se revezam) conta com 12.000 condutores, passando por cerca de 329 cidades brasileiras. Nenhum atleta ganha medalha ao carregar a tocha e sim quando compete (e vence). Não apenas no Brasil, mas em todo lugar onde as Olímpiadas são realizadas, a chama é carregada pessoas comuns, artistas e atletas e outros grupos que representam não só o esporte, mas a história e cultura de cada lugar. Alguns perguntaram pq fomos convidados se nem cearenses somos... Simples: estamos há cerca de 14 anos nos dedicando a cultura deste estado que nos acolheu de braços abertos, gerando empregos diretos e indiretos pra centenas de famílias, além de levar a bandeira do forró para o Brasil e o mundo. Também li muitos questionamentos sobre política e corrupção, acho que a grande maioria está insatisfeita com a política nacional, porém não mudamos isso com Olímpiadas e sim com o voto consciente, faça valer seu poder de mudança nas urnas, e não deixando comentários mal educados no instagram alheio. Mto obg a todos os que nos apoiaram, que nos incentivaram a viver este momento que foi único em nossas vidas. #noscarregamosatocha #tochaemfortaleza #tochaolimpica2016 #tochanoceara #somosdiferentes #tosemtempopragenteruim #tosemtempoprorecalque #ochoroélivre

Uma foto publicada por Solange Almeida (@solalmeidaa) em Jun 7, 2016 às 2:12 PDT

 


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

"Já que as pessoas falam tanto em 'liberdade de expressão' hoje resolvi utilizar a minha conforme me garante a lei. Desde que a Coca Cola convidou @xandaviao e eu para carregarmos a #TochaOlímpica ficamos extremamente agradecidos, porém fomos literalmente bombardeados com críticas de todos os tipos. Dezenas de comentários agressivos, muitos alegando que não tinhamos merecimento ou que não éramos atletas para participar desta celebração. Muitos sequer sabem que o Revezamento da Tocha Olímpica até o Rio (ato em que várias pessoas se revezam) conta com mais de 12.000 condutores, passando por cerca de 329 cidades brasileiras. Nenhum atleta ganha medalha ao carregar a tocha e sim quando compete (e vence). Não apenas no Brasil, mas em todo lugar onde as Olímpiadas são realizadas, a chama é carregada pessoas comuns, artistas e atletas e outros grupos que representam não só o esporte, mas a história e cultura de cada lugar. Alguns perguntaram pq fomos convidados se nem cearenses somos... Simples: estamos há cerca de 14 anos nos dedicando a cultura deste estado que nos acolheu de braços abertos, gerando empregos diretos e indiretos pra centenas de famílias, além de levar a bandeira do forró para o Brasil e o mundo. Também li muitos questionamentos sobre política e corrupção, acho que a grande maioria está insatisfeita com a política nacional, porém não mudamos isso com Olímpiadas e sim com o voto consciente, faça valer seu poder de mudança nas urnas, e não deixando comentários mal educados no instagram alheio. Mto obg a todos os que nos apoiaram, que nos incentivaram a viver este momento que foi único em nossas vidas."





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM