Jornal do Commercio
maratona

Japonês e americana vencem Maratona de Boston e quebram tabu

O atleta amador Yuki Kawauchi e Desiree Linden sagraram-se campeões da Maratona de Boston nesta segunda-feira. O japonês é atleta amador e foi o primeiro maratonista de seu país a subir no lugar mais alto do pódio desde 1987

Publicado em 16/04/2018, às 14h51

Japonês é atleta amador e venceu a maior maratona do mundo / Divulgação
Japonês é atleta amador e venceu a maior maratona do mundo
Divulgação
JC Online

O japonês Yuki Kawauchi e a norte-americana Desiree Linden superaram o frio de -3°C, os fortes ventos e a chuva e venceram nesta segunda-feira a Maratona de Boston. Os triunfos tanto no masculino quanto no feminino quebraram tabus que duravam mais de 30 anos.

Kawauchi cruzou a linha de chegada com o tempo de 2h15min58 e se tornou o primeiro japonês a vencer em Boston desde 1987, quando Seko Toshihiko subiu no degrau mais alto do pódio. O segundo lugar nesta segunda-feira ficou com o queniano Geoffrey Kirui (2h18min23) e o norte-americano Shadrack Biwott (2h18min35) completou o pódio.

HISTÓRICO

Foi a primeira vitória de Kawauchi, de 31 anos, em uma maratona. Para ele, a primeira colocação veio justamente graças ao forte vento, à chuva e ao frio. "Foram as melhores condições possíveis para correr", comentou logo após completar a prova.



Linden também se aproveitou das péssimas condições climáticas, que prejudicaram os corredores africanos, e venceu com o tempo de 2h39min54. Havia 32 anos que uma corredora norte-americana não ganhava a prova. A última atleta do país a vencer em Boston foi Lisa Larsen, em 1985. "Não tenho palavras para expressar o que sinto. Devo tudo ao trabalho dos meus treinadores", afirmou Linden.

A também norte-americana terminou em segundo lugar com o tempo de 2h44min05 e a canadense Krista Duchene ficou com o terceiro lugar ao completar a prova em 2h44min20. A queniana Edna Kiplagat, que tentava o bicampeonato consecutivo, terminou em oitavo lugar.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe
As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM