Jornal do Commercio
Japão

Brasil vence Holanda e segue com chances no Mundial de Vôlei

Seleção do País precisa vencer o Japão na próxima rodada para avançar á terceira fase da competição

Publicado em 10/10/2018, às 09h47

Brasil precisou de duas 2h15 para superar a Holanda na penúltima rodada da segunda fase do Mundial / DIvulgação/FIVB
Brasil precisou de duas 2h15 para superar a Holanda na penúltima rodada da segunda fase do Mundial
DIvulgação/FIVB
JC Online

A seleção brasileira feminina de vôlei manteve sua expectativa de conquistar o inédito título mundial, ao derrotar a Holanda, nesta quarta-feira (10), por 3 sets a 2, com parciais de 23/25, 25/18, 25/27, 25/19 e 15/7, em 2h15min, em Nagoya, no Japão. O jogo foi válido pela penúltima rodada da segunda fase. O time do técnico José Roberto Guimarães decide com o Japão, nesta quinta-feira (11), às 7h20, a última vaga do Grupo E para a terceira fase. Sérvia e Holanda já estão classificadas.

O destaque do jogo foi a oposta Tandara, com 28 pontos. A ponteira Gabi conseguiu 13. Do lado das Holanda, Lonneke Slöetjes anotou 25. O ataque brasileiro marcou 56 pontos, enquanto o bloqueio foi responsável por outros 16.

Zé Roberto escalou a equipe nesta quarta com Roberta, Tandara, Drussyla, Gabi, Adenízia e Bia, além da líbero Suelen como titulares. Dani Lins, Natália, Fê Garay, Carol e Thaisa entraram durante os cinco sets.



"Hoje veio uma vitória que precisávamos na competição. Isso mostra a força desse grupo e o quanto estamos entregues na busca pelos nossos objetivos. Amanhã teremos uma partida ainda mais importante e sabemos que será uma outra pedreira. Vamos ter que estar bem preparadas", afirmou Tandara.

IRREGULARIDADE

Zé Roberto apontou irregularidades na equipe. "Ainda estamos oscilando na competição. O nosso saque e o bloqueio melhoraram, mas o passe ainda precisa evoluir. Hoje fiquei feliz com a disposição do time. Sentimos um comprometimento muito grande das jogadoras pelo resultado. Tanto no vídeo, como na vinda para o ginásio e no vestiário, a energia estava diferente e isso contagiou o grupo. Esse é o Brasil que conhecemos e queremos."





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM