Jornal do Commercio
Notícia
natação

Após competir na França, Etiene Medeiros está preparada para o Maria Lenk

A pernambucana Etiene Medeiros conquistou duas medalhas de prata no Meeting de natação na França. Agora, ela mira a conquista da classificação nos Jogos Pan-Americanos e Mundial

Publicado em 27/03/2019, às 13h42

Etiene Medeiros e o técnico Fernando Vanzela  / Divulgação
Etiene Medeiros e o técnico Fernando Vanzela
Divulgação
JC Online

A pernambucana Etiene Medeiros está preparada para disputar o Troféu Maria Lenk e buscar a classificação para os Jogos Pan-Americanos e Campeonato Mundial, as principais competições da temporada de 2019. A nadadora aportou no Brasil nesta quarta-feira após conquistar duas medalhas no Meeting Open de Mediterranée, na França. Ela faturou duas pratas, uma nos 50m costas e outra nos 50m livre, provas que passaram a ser prioridade neste final do ciclo olímpico dos Jogos de Tóquio, em 2020.

FOCO NO MARIA LENK

O Troféu Mari Lenk está marcado entre os dias 16 e 21 de abril e valerá vaga para as duas principais competições do ano. Para Etiene,  o desempenho apresentado na França foi bastante positivo e reforça a confiança para ela buscar a classificação no Mundial e nos Jogos. "Pode parecer que se fala sempre a mesma coisa, mas é importante e interessante falar sobre isso, é a oportunidade de nadar antes da competição-alvo que temos no Brasil, nadar no nível em que nadamos aqui na França é mesmo um privilégio e uma oportunidade por que no Brasil não temos isso. Podemos observar que pouquíssimos atletas saíram para competir fora antes do Maria Lenk. Nossa equipe conseguiu usufruir muito bem dessa oportunidade", disse Etiene, referindo-se ao colegas do Sesi-SP.



 

Além das medalhas de prata no 50m costas (2seg06) e no 50m livre (24seg2), a pernambucana caiu na piscina francesa também para os 100m costas e 100m livre. "Para mim o período da manhã foi um pouco mais difícil, mas a tarde consegui melhorar todos os tempos da manhã. Sei quanto o momento agora é de acordar o corpo, de tentar ativar um pouco mais o botão de competir. Essas minhas quatro provas foram muito boas, gostei delas. Cada um com seu resultado particular. Volto motivada e feliz, com bastante energia para os próximos passos”, analisou.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM