Jornal do Commercio
Notícia
tênis

Thiago Monteiro fura o quali e jogará Roland Garros pela 2ª vez

Tenista cearense Thiago Monteiro venceu a terceira rodada do qualifying de Roland Garros nesta sexta-feira. Grand Slam começa no domingo

Publicado em 24/05/2019, às 09h23

Thiago Monteiro será o único brasileiro na chave de simples em Paris / Rio Open/Divulgação
Thiago Monteiro será o único brasileiro na chave de simples em Paris
Rio Open/Divulgação
JC Online

O tênis brasileiro terá um representante na chave de simples de Roland Garros, o segundo Grand Slam da temporada, que começará neste domingo. Nesta sexta-feira, pela terceira rodada do qualifying, o cearense Thiago Monteiro derrotou com facilidade o austríaco Lucas Miedler por 2 sets a 0 - com parciais de 6/2 e 6/4, após 1 hora e 18 minutos - e se classificou pela segunda vez na carreira à competição disputada em quadras de saibro em Paris.

Número 1 do Brasil e 113 do mundo, Monteiro repete 2017, quando entrou direto na chave principal e conseguiu avançar até a segunda rodada. Venceu o francês Alexandre Muller na estreia, mas parou no também local Gael Monfils. Ele também disputara o qualifying em 2016 e 2018 - no ano passado perdeu para o norueguês Cásper Ruud com um duplo 6/3 na última rodada e, dois anos antes, para o belga Ruben Bemelmans logo na estreia com as mesmas parciais.



ÚNICO BRASILEIRO 

Monteiro era a única possibilidade do Brasil ter um representante na disputa da chave de simples de Roland Garros. Os paulistas Beatriz Haddad Maia e Rogério Dutra Silva caíram na primeira rodada do qualifying, enquanto que Thomaz Bellucci, que trata de uma lesão, sequer foi à Paris. Nas duplas, o País terá três representantes: os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares e o gaúcho Marcelo Demoliner.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM