Jornal do Commercio
vida fit

Vida Fit: fisioterapeuta ensina sobre biomecânica na corrida: 'não existe perfeição'

A fisioterapeuta especialista em biomecânica da corrida, Raquel Castanharo, destacou que não os atletas não precisam buscar a perfeição

Publicado em 20/06/2019, às 09h25

A melhor estratégia é ter pouco impacto e aterrissar suavemente / Divulgação
A melhor estratégia é ter pouco impacto e aterrissar suavemente
Divulgação
JC Online

Busca uma corrida perfeita para evoluir nos treinos? A fisioterapeuta esportiva especialista em biomecânica da corrida, Raquel Castanharo, destacou que o mais importante durante a prática esportiva é fazer o corpo sofrer menos, com uma boa biomecânica. “Isso quer dizer correr com pouco impacto para aterrissar suavemente no chão e tentar vencer a gravidade”, ensinou a profissional.



BIOMECÂNICA

Raquel ainda explico o que significa ter uma boa biomecânica no esporte, levando em consideração pesquisas científicas sobre o tema. "Biomecânica nada mais é do que a física do corpo enquanto ele está se mexendo. Uma boa biomecânica é aquela em que seu corpo sofre menos. Essa história de correr perfeitamente não existe muito. Perfeição é uma coisa um pouco inatingível. A gente tem que correr de um jeito que nosso corpo sofra menos. E o que é mais importante na biomecânica, que a gente sabe a partir de estudos científicos? É correr com pouco impacto para poder aterrissar suavemente no chão. Saber vencer a gravidade. Porque a gravidade está o tempo todo tentando vender a gente. Fazer os nossos músculos conseguirem puxar o corpo para cima, uma vez que a gravidade puxa a gente para baixo. E basicamente a gente tem que aterrissar o pé perto do nosso corpo porque isso representa um bom movimento".

CONFIRA MAIS NOTÍCIAS NO BLOG VIDA FIT

 





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM