Jornal do Commercio
Notícia
PAN

Etiene Medeiros fatura a prata no revezamento 4x100 m livre feminino

Pernambucana nadou ao lado de Larissa Oliveira, Manuella Lyrio e Daynara Ferreira

Publicado em 07/08/2019, às 00h46

Etiene Medeiros foi a primeira a cair na piscina e virou em primeiro lugar / Foto: AL BELLO/AFP
Etiene Medeiros foi a primeira a cair na piscina e virou em primeiro lugar
Foto: AL BELLO/AFP
JC Online

A pernambucana Etiene Medeiros conquistou a medalha de prata no revezamento 4x100 m livre feminino na madrugada desta quarta-feira (7) (noite de terça-feira no Peru), nos Jogos Pan-Americanos de Lima. A equipe brasileira ficou em segundo lugar, com o tempo de 3min40s39. O ouro ficou com as meninas dos Estados Unidos, que cravaram 3min39s59. As canadenses ficaram com o bronze, com 3min41s01.

Etiene Medeiros foi a primeira a cair na piscina e virou em primeiro lugar. Mas as norte-americanas conseguiram superar a equipe nacional no decorrer da prova. Também nadaram para o Brasil Larissa Oliveira, Manuella Lyrio e Daynara Ferreira.

OUTRAS PROVAS

Já no revezamento 4x100 m livre masculino, o Brasil foi medalha de ouro, com Breno Correia, Marcelo Chierighini, Bruno Fratus e Pedro Spajari. Eles venceram com sobra, com 3min12s61, novo recorde pan-americano. A prata ficou com os EUA e o bronze com o México.



O Brasil teve outro êxitos na piscina de Lima. Nos 100 m peito, João Gomes Júnior faturou a medalha dourada. “Na final você só pensa em bater na frente. Deu tudo certo e é nossa (medalha)”, disse João Gomes Júnior em entrevista ao Sportv.

A natação também subiu no lugar mais alto do pódio nos 200 m borboleta, com Leonardo de Deus, que tornou-se tricampeão pan-americano. Já nos 400 m livre, Fernando Sheffer ficou com a prata, enquanto Luiz Altamir foi bronze. O ouro foi para o norte-americano Andrew Abruzzo.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM