Jornal do Commercio
Notícia
natação

A estrela dourada de Etiene Medeiros brilha no cenário internacional

A nadadora pernambucana Etiene Medeiros é bicampeã pan-americana e agora volta suas atenções para os Jogos Olímpico de Tóquio-2020

Publicado em 18/08/2019, às 20h07

Etiene Medeiros é a melhor nadadora do Brasil / AFP
Etiene Medeiros é a melhor nadadora do Brasil
AFP
Gabriela Máxima

Modalidade responsável por nada menos que 30 pódios nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, a natação brasileira superou a crise nos bastidores da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) para bater recordes no Continental. Dos 34 competidores da seleção, 31 voltaram para casa com a conquista de medalhas. Destaque para a pernambucana Etiene Medeiros, que ratificou o status de melhor nadadora do Brasil após faturar o segundo ouro na competição. Em Lima-2019, ela venceu os 50m livres e em Toronto-2015 ela foi a campeã dos 100m costas. A expectativa agora gira em torno da preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 e pelas conquistas de novos resultados históricos.

Etiene é a única brasileira que conquistou a medalha de ouro duas vezes em provas individuais do Pan. Desta vez ela foi a dona do melhor tempo na disputa mais tradicional da natação mundial, os 50m livre. Ainda levou o bronze nos 100m costas e mais três medalhas em revezamentos. Vale ressaltar que a pernambucana não brilha apenas no cenário continental. Em Mundiais, ela é três vezes campeã nos 50m costas, além de já ter conquistado duas pratas e um bronze.

Por conta de sua trajetória, a pernambucana simboliza o fortalecimento da modalidade feminina, além de ser uma referência no esporte. “Sei muito bem o que representa isso. Não só profissional, mas o lado pessoal também. Hoje eu me dou muito bem com a representatividade. As pessoas me olham como exemplo, eu acho isso muito gratificante e motivador para chegar bem nas competições. Minha missão é mostrar para as pessoas que elas são capazes e correrem atrás dos sonhos que elas querem. E ser o mais tranquilo e divertido possível na hora do esporte”, observou.

Veja entrevista com Etiene

As conquistas de Etiene Medeiros

Mundiais (piscina longa)

Prata - Kazan-2015 - 50m costas
Prata - Gwangju-2019 - 50m costas
Ouro - Budapeste-2017 - 50m costas

Mundiais (piscina curta)

Ouro - Doha 2014 - 50m costas
Ouro - Doha 2014 - 4×50m medley misto
Bronze - Doha 2014 - 4×50m livre misto
Ouro - Windsor 2016 - 50m costas
Prata - Windsor 2016 - 4×50m medley misto
Bronze - Hangzhou 2018 - 50m livre



Jogos Pan-Americanos

Ouro - Toronto 2015 - 100m costas
Prata - Toronto 2015 - 50m livre
Bronze - Toronto 2015 - 4×100 m livre
Bronze - Toronto 2015 - 4×100 m medley
Ouro - Lima 2019 - 50m livre
Prata - Lima 2019 - 4x100m livres
Prata - Lima 2019 - 4x100m livre misto
Bronze - Lima 2019 - 100m costas
Bronze - Lima 2019 - 4×100m medley

DESCANSO MERECIDO

Na análise de Etiene, as últimas semanas foram puxadas, mas também foram satisfatórias. Ela precisou encarar a pressão para se manter competitiva no Mundial de Gwangju, na Coreia do Sul, e no Pan de Lima. “Estar no Pan foi muito importante. Sei o quanto foi difícil a recuperação pós-Coreia. E volta para o Brasil e depois viaja de novo. Faz toda estimulação para competir novamente. Mas acho que a experiência conta muito. A competição em Lima foi uma experiência mental muito forte, que fez a diferença na piscina. A idade tem seu lado bom e seu lado ruim. Eu estou muito feliz. Mais uma vez medalha de ouro, o bronze nos 100m costas também foi muito bom para mim. Estar nadando na casa de 1min00seg, além dos revezamentos”, comentou Etiene, que confessou que espera mais de seus resultados.

Agora, o foco está concentrado única e exclusivamente nas férias. Serão pelo menos 15 dias de folga para corpo e mente. “Descanso mental principalmente. O planejamento volta dia 26, mas ainda estamos negociando isso. Quem tem que decidir isso é a parte técnica. Mas tiro alguns dias de descanso. A gente tem (Troféu José) Finkel também, mas agora estou focando no meu descanso”, garantiu. O planejamento já aponta para mais competições. Ainda este ano ela terá o Mundial Militar e uma etapa da Copa do Mundo, em outubro.

Depois, concentração total nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Etiene disputará a seletiva em abril de 2020 para as provas individuais e revezamentos – lembrando que os 50m costas não faz parte do programa olímpico. A prioridade da pernambucana está também na vaga para os 50m livre, prova que a colocou na final das Olimpíadas do Rio, em 2016. Ela falou a relação que tem a com a distância. “Os 50m livre sempre foi uma prova muito importante para mim. Desde quando eu era criança até onde ela me levou. A final olímpica com certeza me motivou para estar onde estou hoje. Essa conquista em Lima foi importante para chegar bem à seletiva que será em abril”, finalizou Etiene, ainda mais forte em busca de novas marcas históricas no esporte do País.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM