Jornal do Commercio
Tricolor

Leo Costa e Éverton Santos negociam saída do Santa Cruz

Jogadores são representados pelo mesmo empresário, que está sendo aguardado pela diretoria coral

Publicado em 06/07/2017, às 10h23

Léo Costa não joga pelo Santa Cruz desde o dia 6 de maio / JC Imagem
Léo Costa não joga pelo Santa Cruz desde o dia 6 de maio
JC Imagem
Luana Ponsoni
esportes@jc.com.br

O atacante Everton Santos e o meia Léo Costa estão negociando as suas saídas do Santa Cruz. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do clube coral na manhã desta quinta (6). A diretoria tricolor está aguardando a chegada do empresário dos jogadores, que têm o mesmo representante legal, para definir os termos dos desligamentos.

A dupla não é vista trabalhando com os demais jogadores do elenco coral desde a última terça, no treinamento no estádio Grito da República, em Olinda. Na tarde de quarta e na manhã desta quinta, não treinaram sob as orientações do técnico Givanildo Oliveira. Os dois chegaram ao clube coral no início da temporada, trazidos pelo ex-comandante do Santa Cruz Vinícius Eutrópio. Léo Costa e Everton Santos são amigos de infância e, no Arruda, vestiram a camisa do mesmo time pela segunda vez em suas carreiras.



CONTESTADOS

Em 2017, Léo Costa fez 17 partidas pelo Santa, com três gols marcados. O jogador vinha sendo bastante contestado pela torcida, já que atuou pela última vez pela equipe no dia 31 de maio. Na ocasião, o Santa Cruz foi eliminado nas oitavas de final da Copa do Brasil pelo Atlético-PR. Depois, foi afastado por lesão e não atuou em nenhum confronto do tricolor pernambucano pela Série B do Campeonato Brasileiro.

Já Everton Santos fez 27 jogos pelo clube, com sete gols anotados. Foi o artilheiro do Campeonato Pernambucano, com seis gols. A última partida do jogador foi na derrota coral por 2x1 para o Goiás, na quinta rodada da Segundona.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM