Jornal do Commercio
Paixão

Santa Cruz: mesmo rebaixado, amor incondicional em Arruda vazio

Poucos torcedores presentes no jogo contra o Paraná falam em paixão além da queda

Publicado em 14/11/2017, às 21h07

Ramon Barros (D) trouxe o catarinense Edgar Depine para conhecer o Arruda / Bobby Fabisak/JC Imagem
Ramon Barros (D) trouxe o catarinense Edgar Depine para conhecer o Arruda
Bobby Fabisak/JC Imagem
Diego Toscano
Twitter: @diegotoscanoo

Arruda vazio e jogo para cumprir tabela após rebaixamento matemático na Série B. Nesta terça (14), não faltavam motivos para um público pífio de 2.005 torcedores na partida entre Santa Cruz e Paraná, pela 36ª rodada na competição nacional. Mas, aos poucos, um ou outro apaixonado coral entrava na arquibancada e relatava, ao JC, a sua paixão pelo Tricolor.

Durante esse início de semana, muitos problemas no Arruda. Até horas antes da partida, não se sabia nem se a bola iria rolar para Santa Cruz e Paraná. Isso porque os atletas, que não recebem há três meses, ameaçavam greve se o clube não pagasse pelo menos uma das folhas em atraso para jogadores, funcionários e comissão. O pagamento não foi feito, mas as partes entraram em um acordo e o time entrou em campo.

"A gente vem pela camisa e pela paixão que tem pelo clube. É até estranho (ver o Arruda vazio). Uma direção incompetente deixou chegar a esse ponto com um clube grandioso. Mas independente de qualquer situação, sempre vamos estar aqui. O placar é uma das coisas que menos importa agora. Vitória ou derrota não mudaria nossa situação. Estamos aqui pelo Santa Cruz", afirmou o torcedor Wellington Albuquerque, corretor de seguros.



Com estilo de jogador, Edílson Sousa também chegou "de fininho" no Arruda. Mas logo na primeira pergunta, sobre o porquê de ter ido pro Arruda mesmo com o Santa Cruz rebaixado, abriu o sorriso. "Rapaz, eu não tenho nada pra fazer em casa mesmo (risos). Nunca posso abandonar o meu Santa, mesmo na Terceira ou Quarta Divisão. Não interessa. Morro pelo Santa. A turma perturba e 'tira onda' com minha cara, mas eu não ligo. Estou acostumado. A única alegria que resta agora é o Sport levar lapada. Descendo pra Segunda está bom demais", provocou o porteiro.

NO CAMPO

Em jogo de poucas emoções, Santa Cruz e Paraná ficaram no 0x0 no Arruda, em jogo da 36ª rodada da Série B. Resultado pior para o clube paranaense, que ainda luta pelo acesso para a Série A. A igualdade deixou as equipes na mesma posição: o Tricolor do Arruda no 18º lugar, com 34 pontos, e o Tricolor da Vila na quarta posição, com 60. 


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM