Jornal do Commercio
SANTA CRUZ

Técnico valoriza 1° tempo e sistema defensivo do Santa Cruz

Leston Júnior elogiou o desempenho da equipe contra o Treze-PB

Publicado em 08/01/2019, às 22h59

"Importante para aumentar o nível de exigência e dar um ganho na avaliação", avaliou Leston
Foto: Léo Motta/JC Imagem
Diego Borges
Twitter: @DiBorges9

A impressão que o Santa Cruz deixa do primeiro teste foi avaliada como positiva. Principalmente pelo treinador, Leston Júnior, que enalteceu o desempenho dos jogadores, sobretudo pela dificuldade imposta pelo ritmo de jogo do Treze, que fez diante do Tricolor a sua sétima apresentação na pré-temporada.

"Quando nós escolhemos o adversário, foi muito em cima da sequência de seis jogos amistosos que tinham feito. Importante para aumentar o nível de exigência e dar um ganho na avaliação, para ter condições de fazer um jogo consistente na estreia”, destacou Leston, já mirando o jogo contra o Botafogo-PB, pela Copa do Nordeste.

Apesar do bom rendimento da equipe, o treinador fez questão de ressaltar que o elenco ainda não atingiu o ápice e projeta um prazo para alcançar a melhor forma no início de temporada. “Vamos esperar uns cinco a seis jogos para ter um nível ideal. Essa semana, vamos direcionar para ter uma boa estreia no dia 15.”



Avaliando a partida em momentos distintos, Leston Júnior aponta a etapa inicial como ‘satisfatória’ e revela uma mudança no planejamento traçado para testar os jogadores no amistoso. “Quando o Treze trocou demais, o jogo perdeu o componente de jogo e se tornou menos intensivo. Por conta disso, nós mudamos a nossa estratégia também. A princípio, era tentar manter um nível de exigência alto, mas como houve essa descaracterização, optamos por dar oportunidade a outros jogadores também", afirmou.

DEFESA VALORIZADA

Partindo para a avaliação por setores, o técnico tricolor ressaltou o sistema defensivo como primeiro passo para construir uma equipe consistente. “Sem dúvida. Numa construção de time, você parte de trás para frente. E durante a pré-temporada nós demos uma ênfase grande ao trabalho defensivo de equilíbrio, para que o adversário incomode pouco. Claro que vai chegar uma vez ou outra, mas é natural”, destaca Leston Júnior, projetando um trabalho específico e uma boa apresentação contra o Botafogo-PB.

“Eles têm uma situação diferente. Time que tem uma base e um adversário que, nesse quesito, vai nos cobrar mais. Esses jogos, você tem que jogar bem para aumentar a sua possibilidade de êxito", apontou.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM
'; status++; } } else { status = 0; document.getElementById("aovivo").style.display = "none"; } setTimeout(function() { aovivo(); }, 180000); })();