Jornal do Commercio
Análise
Série C

Santa Cruz marca três gols, mas vacila e empata com Sampaio Corrêa

Santa Cruz aumentou o jejum sem vitórias para cinco partidas e segue na lanterna do Grupo A

Publicado em 18/05/2019, às 19h22

Everton abriu o placar para o Santa Cruz na partida / Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Everton abriu o placar para o Santa Cruz na partida
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Davi Saboya
Twitter: @davisaboya

O Santa Cruz continuou oscilando dentro da partida e desta vez pagou caro. Esteve na frente no placar em três oportunidades, mas deixou o adversário igualar e não conseguiu reverter. Empatou por 3x3 contra o Sampaio Corrêa, neste sábado, no Arruda, pela 4ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Assim, aumentou o jejum sem vitórias para cinco partidas. Os gols do confronto foram marcados por Everton, Misael, Wilian Alves, Salatiel Júnior (2x) e Ulisses.

Com o resultado, a Cobra Coral segue na lanterna do Grupo A com três pontos. No próximo sábado, entra em campo diante do ABC, de novo, no Arruda, pela Terceirona.

O JOGO

A partida começou quente no estádio José do Rego Maciel. Logo aos 4 minutos, o atacante Misael tabelou com Pipico, recebeu pelo lado direito e encontrou o meia Everton invadindo a grande área. O camisa dez tricolor dominou livre, saiu cara do goleiro Andrey e bateu colocado para o fundo da rede.

Na resposta do Sampaio Corrêa, um lance polêmico. Dentro da grande área, o meia Dedé chutou na barriga do lateral-esquerdo coral Carlos Renato e o árbitro Alinor Silva da Paixão marcou pênalti. Aos 9, o centroavante Salatiel Júnior foi para cobrança e deslocou o arqueiro Anderson empatando a partida.

Sem desespero, o Tricolor do Arruda conseguiu voltar a ficar na frente no placar. Aos 15 minutos, o atacante Augusto realizou uma linda jogada pelo lado esquerdo, driblou o zagueiro Moisés e cruzou para Misael, que bateu de primeira para o gol, sem chance para Andrey. Com a vantagem, o Santa se retraiu e buscou aproveitar os vacilos dos maranhenses.

No fim do primeiro tempo, o Sampaio Corrêa conseguiu controlar a posse de bola. Com dificuldade na transição ofensiva, os corais ficaram acuados no campo defensivo. Tanto que quarteto ofensivo - Pipico, Augusto, Misael e Everton - sumiu do jogo. E aos 46, um forte golpe dos maranhenses nos pernambucanos.

Aos 46, o volante Diones puxou o ataque da Bolívia Querida e passou para o meia Dedé. Ele avançou e pouco antes da meia lua da grande área encontrou Salatiel Júnior entre os zagueiros corais. O centroavante dominou, ajeitou o corpo e bateu forte para empatar a partida. Resultado que levou os visitantes em alta para o intervalo.



Diferente da etapa inicial, no segundo tempo, os dois times caíram de produção. Precisando da vitória, os técnicos Leston Júnior e Julinho Camargo colocaram as equipes para o ataque, porém, o jogo ficou travado no meio-campo. E se Santa Cruz e Sampaio Corrêa não conseguiram trocar passes, restou acionar a bola aérea.

Na cobrança de falta, aos 32, o lateral-direito Marcos Martins cruzou na grande área, Charles desviou e acertou a trave. No rebote, o zagueiro Willian Alves completou para o fundo da rede. Mas quatro depois após desempatar o placar novamente, a Cobra Coral provou do próprio veneno.

Também em bola alçada na área, o lateral-direito Everton cobrou a falta. Em posição duvidosa, o atacante Ulisses dominou e bateu com força para igualar o marcador. Os donos da casa ficaram sem reação e no último minuto ainda observaram o lateral-esquerdo Carlos Renato receber o cartão vermelho.

FICHA DO JOGO - SANTA CRUZ 3X3 SAMPAIO CORRÊA

Santa Cruz - Anderson; Marcos Martins, João Victor, Willian Alves e Carlos Renato; Charles, Ítalo Henrique (Lucas Gonçalves) e Everton; Misael (Neto Costa), Augusto (Guilherme Queiroz) e Pipico. Técnico: Leston Júnior.

Sampaio Corrêa - Andrey; Everton, Moisés, Douglas Assis e Patric Calmon (Lucas Gabriel); Eloir, Diones, Cleitinho, Dedé e João Paulo (Gustavinho); Salatiel Júnior (Ulisses). Técnico: Julinho Camargo.

Local: estádio do Arruda, Recife-PE. Árbitro: Alinor Silva da Paixao (MT). Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho e Renan Antonio Angelim Rodrigues (Ambos de MT). Gols: Everton aos 4' do 1ºT, Salatiel Júnior aos 9' do 1ºT e aos 46 do 1ºT, Misael aos 15' do 1ºT, Willian Alves aos 36' do 2ºT e Ullisses aos 36' do 2ºT. Cartões amarelos: Augusto, Carlos Renato, Ítalo Henrique, Anderson e Pipico (Santa Cruz). Eloir e Ulisses (Sampaio Corrêa). Cartão vermelho: Carlos Renato (Santa Cruz). Público: 5.979 torcedores. Renda: R$ 50.195,00


Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM