Jornal do Commercio
Notícia
Tricolor

Santa Cruz é derrotado fora de casa e situação complica mais na Série C

Tricolor perdeu por 1 a 0 para o Sampaio Corrêa e segue na sétima colocação do Grupo A

Publicado em 18/07/2019, às 22h01

Tricolor seu pior jogo desde que Milton Mendes assumiu o comando da equipe / Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Tricolor seu pior jogo desde que Milton Mendes assumiu o comando da equipe
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Klisman Gama
Twitter: @KlismanGama

A situação se torna cada vez mais complicada. Quarto jogo seguido sem vencer, sendo a terceira derrota neste período. O Santa Cruz perdeu para o Sampaio Corrêa por 1 a 0, no Maranhão, e segue cada vez mais distante do G4 do Grupo A da Série C. Com 17 pontos e na sétima colocação, o Tricolor fez o seu pior jogo desde que Milton Mendes assumiu a equipe. A marcação foi falha e ataque inoperante em um primeiro tempo bastante apagado. Com as alterações na segunda etapa, o time cresceu, mas não foi o suficiente para buscar pelo menos o empate. A nova chance de tentar se recuperar será no dia 27 de julho, contra o ABC, às 17h, em Natal. 

O JOGO

Com bastante equilíbrio, muito por conta dos erros de passe e marcação forte, Sampaio Corrêa e Santa Cruz tiveram um começo morno. O único lance que destoou desta tônica foi um chute de Victor Lindenberg, logo aos cinco minutos. O estreante arriscou de fora da área e a bola explodiu no travessão de Andrey. No primeiro momento de falha de uma das defesas, o gol saiu. E o erro veio da marcação coral, aos 23 minutos. Os maranhenses trabalharam a bola desde o meio-campo. Roney recebeu pela esquerda, se livrou de dois marcadores com facilidade, invadiu a área para bater cruzado e abrir o placar. 

Após o gol, o Sampaio passou a mandar no jogo. Roney, autor do gol, infernizava o lado direito do Santa. Com a pressão imposta pelos donos da casa, Salatiel Júnior foi derrubado por Kadu dentro da área. Pênalti que o próprio camisa nove bateu, aos 38 minutos. Ele caminhou devagar para a bola e bateu sem muita força. Anderson caiu no canto direito e fez bela defesa. Burocrático, apresentando falhas de posicionamento e recomposição, além de não conseguir criar jogadas, o Tricolor teve um primeiro tempo para se esquecer em São Luís.

SEGUNDO TEMPO

Na etapa complementar, o Santa Cruz conseguiu apresentar uma melhor organização. Apesar de lento para formar as linhas defensivas, conseguiu neutralizar a equipe do Sampaio Corrêa. Porém, o ataque seguiu nulo. Milton Mendes apostou na entrada de Everton na vaga de Allan Dias para melhorar a armação das jogadas. Algo que o Tricolor conseguiu. 

Aos 27 minutos, a melhor chance criada pelo Mais Querido no jogo, até então. Guilherme Queiróz recebeu de Everton e mandou uma bomba de pé direito, de primeira, da entrada da área. A bola passou raspando a trave direita de Andrey e assustou o time maranhense. O Sampaio chegou bem aos 32, com João Paulo. Ele carregou pela direita, driblando três adversários e bateu forte, por cima da meta de Anderson.



Em outra oportunidade das poucas criadas pelo Santa, Warley arriscou de fora da área aos 35 e o goleiro fez boa defesa, espalmando para escanteio. No decorrer do lance, aos 37 minutos, a Bolívia Querida teve um ótimo contra-ataque com João Paulo. Ele ganhou da defesa na velocidade, driblou Anderson e finalizou. Mas Cesinha, que acompanhou o lance, conseguiu salvar de carrinho. Aos 48, Kauê ainda teve a chance de ampliar. Limpou do zagueiro e bateu forte, no canto, para grande defesa de Anderson, melhor do Tricolor em campo. 

FICHA DO JOGO

Sampaio Corrêa 

Andrey; Everton, Odair, Paulo Sérgio (Vitor) e Romano; Ferreira, Lucas Hulk (Capanema) e Rodrigo Andrade; Roney, João Paulo e Salatiel Júnior (Kauê). Técnico: João Brigatti.

Santa Cruz

Anderson; Cesinha, João Victor, Vitão e Victor Lindenberg; Lucas Gonçalves, Kadu e Allan Dias (Everton); Dudu (Guilherme Queiróz), Misael (Warley) e Pipico. Técnico: Milton Mendes. 

Gol: Roney (23’ do 1ºT) (SAM). Cartões amarelos: João Paulo (SAM); Cesinha, Vitão (SCZ). Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP). Assistentes: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Enderson Emanoel Turbiani da Silva (ambos de SP). Local: estádio Castelão, em São Luís (MA).




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM