Jornal do Commercio
Notícia
Cobra Coral

Celsinho diz que pode atuar uma partida inteira pelo Santa Cruz

O meia do Santa Cruz está recuperado da lesão muscular na coxa e à disposição do técnico Milton Mendes

Publicado em 21/08/2019, às 07h29

Celsinho realizou apenas dois jogos com a camisa coral / Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz
Celsinho realizou apenas dois jogos com a camisa coral
Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz
Davi Saboya
Twitter: @davisaboya

Recuperado de uma lesão muscular grau dois na coxa, o meia Celsinho garantiu que apresenta condições físicas para disputar até mesmo uma partida inteira. Desde que foi contratado pelo Santa Cruz, ele voltou a jogar no último jogo contra o Globo e somou dois jogos com a camisa coral. Isso porque, depois da estreia diante do ABC, na 5ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, ele sentiu a contusão na véspera do confronto seguinte contra o Imperatriz, no Maranhão.

“Fisicamente, estou sem problema algum e em condições de suportar os 90 minutos. É óbvio que dentro do jogo irá existir a falta de ritmo por conta do longo tempo fora de campo. Isso vai ficar visível. Mas pela parte física, não tem nenhum problema. Me senti bem no jogo contra o Globo e com o tempo vou aprimorando a parte física. Me vejo apto a jogar um tempo ou o jogo inteiro”, contou o meia.

Celsinho revelou que sentiu bastante o longo período em recuperação no departamento médico. Do primeiro para o segundo jogo foram quase três meses longe dos gramados. Ele frisou que esperava corresponder ao desejo do torcedor, já que os tricolores estavam ansiosos pela chegada de um “camisa dez” na época.



“Me cobrava muito depois dessa lesão. Justamente pela maneira que cheguei. Me senti muito mal e triste por ter feito apenas um jogo. As pessoas queriam ver mais Celsinho dentro das quatro linhas. Só que as lesões acabaram me afastando por um longo tempo. Isso foi um choque muito grande para mim”, comentou.

CLÁSSICO

De volta ao time coral, o meia Celsinho salientou que espera um final feliz na reta final da temporada pelo Santa Cruz. No sábado, ele espera entrar em campo no clássico, mesmo que para uma curta participação.

“O desejo de lutar por essa instituição é grande. A lesão acabou me chateando. Ainda bem que consegui me recuperar a tempo de jogar nessa reta final. Vou me dedicar ao máximo para entrar em um partida, independente do tempo. Estou no Santa Cruz e quero contribuir”, declarou.

Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM