Jornal do Commercio
Notícia
tricolor

Atacante recebeu proposta da Série B, mas quer ficar no Santa Cruz

O centroavante Pipico abriu mão de um salário maior para buscar a permanência no Tricolor do Arruda

Publicado em 09/09/2019, às 19h09

Pipico não escondeu o desejo de ficar no Santa Cruz. / Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Pipico não escondeu o desejo de ficar no Santa Cruz.
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Karoline Albuquerque
Do Blog do Torcedor

O atacante Pipico quer ficar no Santa Cruz. Há duas temporadas no clube, o jogador já expressou ao clube seu desejo e agora aguarda uma resposta da direção coral para definir seu futuro. Em entrevista à Rádio Jornal, nesta segunda-feira (9), o artilheiro tricolor revelou que abriu mão de salários maiores na Série B do Campeonato Brasileiro para permanecer no time pernambucano.

"Estou fazendo de tudo para poder jogar no Santa Cruz em 2020 novamente, abrindo mão de um salário muito maior, de Série B, para dar prioridade em renovação ao Santa Cruz. Tudo que eu estou podendo fazer para ficar no Santa, eu estou fazendo. Recebi proposta de Série B com salário muito maior do que estou ganhando, mas estou dando prioridade ao Santa Cruz porque eu me identifiquei com o clube", disse.



De acordo com Pipico, todas as situações foram repassadas ao clube junto ao seu empresário Ítalo Pontes. Além da proposta da Segunda Divisão, o centroavante revelou que também foi contactado por clubes que disputam a Série A nacional. Mas, tomou a decisão de ficar no clube do Recife com a família.

"Eu e minha família amamos esse clube. Ama essa torcida linda. Pode ter certeza que eu estou muito triste por não ter participado desses jogos finais. Tenho certeza que eu poderia ter ajudado. Infelizmente não aconteceu. Tenho certeza também que o clube se identificou comigo, minha família está feliz aí", concluiu o jogador.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM