Jornal do Commercio
Entrevista
SANTA CRUZ

Fases de contratações e valor da folha: Detalhes da montagem do Santa Cruz

Em entrevista ao JC, o diretor de futebol Fred Dias destrinchou as três fases de contratações que o Santa Cruz para a temporada 2020

Publicado em 25/12/2019, às 08h15

"Estamos na segunda etapa do planejamento, que é a vinda de jogadores mais experientes", destaca o diretor do Santa Cruz, Fred Dias
Foto: Santa Cruz / Divulgação
Diego Borges
Twitter: @DiBorges9

O acerto com o meia Didira, dos laterais Júnior e Toty e do volante Paulinho deram um novo ânimo e maior esperança para a torcida do Santa Cruz em relação às projeções do clube para o primeiro semestre da temporada 2020.

Atletas que se encaixam no perfil de jogadores de maior qualidade técnica experiência em divisões nacionais acima que o time coral disputará. Em entrevista ao JC, o diretor de futebol Fred Dias destrinchou as três fases de contratações que o Santa Cruz planeja para montar o elenco do próximo ano, revelando que os primeiros nomes anunciados se encaixam no perfil de ‘apostas’.

“Em primeiro momento, trouxemos jogadores que têm uma perspectiva de mercado para o clube, negociações que estamos acompanhando e podem desenvolver no futuro, além da manutenção de uma base de atletas e os que vieram do sub-23 e sub-20”, justificou.

“Agora estamos na segunda etapa do planejamento, que é a vinda de jogadores mais experientes. Que têm uma habitualidade na Série B e na Série A do Brasileiro”, completou, antes de revelar que até quatro atletas serão anunciados nos próximos dias pela equipe.



“O mercado é difícil para a Série C. Um desafio grande, que estamos correspondendo, fortalecendo o nosso plantel. A tendência é segui essa linha de contratações, com jogadores mais experientes, com mais três a quatro nomes para iniciar a temporada com uma equipe bem mesclada.”

A terceira e última fase acontecerá ao longo da temporada, com duas etapas que acontecerão de forma simultânea, mantendo a dinâmica de trabalho conjunto entre diretoria, comissão técnica e o executivo Nei Pandolfo. “Faremos a observação dos campeonatos estaduais, para prospecção de atletas que venham pontualmente suprir as carências na equipe principal para a Série C”, apontou Fred Dias.

VALOR DA FOLHA

O dirigente também revela que a folha salarial inicial para 2020 será superior ao valor aplicado em 2019, com o montante em torno de R$ 450 mil, sendo um terço dessa quantidade destinada para a comissão técnica.

“Temos uma realidade de Série C e estamos enfrentando com tranquilidade. Tivemos um acréscimo em relação a 2018 e 2019, com cerca de R$ 300 mil para a equipe e R$ 150 mil para a comissão técnica. É bem importante separar essas situações”, reitera, antes de projetar a possibilidade de crescer o valor ao longo do ano. “Vamos em busca de novas fontes de receita, com Copa do Brasil e Copa do Nordeste, além de ações de marketing para aumentar a carga de sócios.”




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM