Jornal do Commercio
Notícia
ARRUDA

Com gol nos acréscimos, Santa Cruz vence a primeira na Copa do Nordeste

Aos 48 do segundo tempo, Toty marcou o gol salvador do Tricolor, que derrotou o ABC por 1x0 no estádio do Arruda

Publicado em 13/02/2020, às 22h26

Toty marcou o gol salvador do Santa Cruz / Bobby Fabisak/JC Imagem
Toty marcou o gol salvador do Santa Cruz
Bobby Fabisak/JC Imagem
Karoline Albuquerque

Já era a 4ª rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste 2020 e o Santa Cruz ainda buscava a primeira vitória e o primeiro gol na competição. E finalmente conseguiu. Na noite desta quinta-feira (13), o Tricolor recebeu o ABC, no estádio do Arruda, e venceu por 1x0, com gol de Toty, nos acréscimos do segundo tempo.

Os três pontos somados fazem a Cobra Coral deixar a lanterna do Grupo B, com 4 pontos, passando o CSA e o Ceará, que ainda vão jogar na rodada, e chegando à 6ª colocação. O ABC continua com 4 pontos no Grupo A e fica ainda na 6ª colocação.

Pelo regional, o Santa Cruz volta a jogar na Quarta-feira de Cinzas, dia 26 de fevereiro. A equipe recebe o sergipano Freipaulistano, n o Arruda, às 19h30. Já o ABC é o próximo adversário do Náutico, no dia seguinte, nos Aflitos.

No domingo (16), o Santa Cruz encara o Central, no estádio Lacerdão. O jogo é válido pela 4ª rodada do Campeonato Pernambucano e começa às 16h.

VEJA COMO FOI SANTA CRUZ 1X0 ABC

O JOGO

O Santa Cruz entrou em campo bastante modificado. A principal mudança na equipe tricolor era a ausência do centroavante Pipico. Sem ele, o técnico Itamar Schulle contava com Mayco Félix para a função de empurrar a bola para a rede.

Mas, apesar de algumas boas ofensivas, as finalizações não foram eficazes. Logo aos cinco minutos de jogo, Jeremias chutou e o goleiro Rafael defendeu, mandando em escanteio. A resposta do ABC, cinco minutos depois, foi com uma bola de longe de Igor Goularte, passando do lado esquerdo da trave de Maycon Cleiton e batendo na placa de publicidade.

Do outro lado, o Santa Cruz conseguiu um bom contra-ataque. Aos 14 minutos, João Paulo cobrou uma falta para os potiguares na quina da grande área coral, Marlon cabeceou e Maycon Cleiton defendeu. Com o tricolor no contra-ataque, Didira invadiu a área adversária, mas a arbitragem já marcava impedimento do meia.

Para não dizer que o primeiro tempo não teve bola na rede, o ABC chegou a balançá-las. Porém, a jogada também foi impugnada. Aos 23 minutos, João Paulo chegou à entrada da área e tocou para Jailson, que finalizou, enquanto o auxiliar de arbitragem levantava a bandeira.

Ainda deste lado do campo, o outro lance a ser destacado não foi de perigo de gol. Aos 34 minutos, o goleiro Maycon Cleiton foi colocar a bola para frente e, ao chutar, Igor Goularte chegou em cima, cometendo falta no goleiro. O árbitro, porém, mandou seguir enquanto Maycon pedia atendimento. O ABC dava sequencia ao ataque e o goleiro, mancando, voltava para a pequena área. Foi preciso uma falta na intermediária para paralisar.

Nos acréscimos desta etapa, o Santa Cruz, mais uma vez, partiu bem para o ataque. João Cardoso entregou bom passe para Jeremias, na pequena área. Mas o meia coral, livre, tirou muito do goleiro e a finalização saiu em lateral.



O segundo tempo também pouco teve em seu início. O mais perto que o time chegou foi aos 16 minutos, quando João Cardoso entregou bom passe para o zagueiro Danny Morais. Como a intimidade com a bola não é a mesma que a de um atacante de ofício, o defensor tricolor mandou para fora, mas até que bem perto da trave esquerda do goleiro Rafael.

Aos 18 minutos, um novo ataque da Cobra Coral gerou indignação da torcida coral. Toty recebeu passe na área e recebeu um encontrão de Jailson. A torcida gritava por pênalti, mas o árbitro apenas mandou que seguisse a partida.

Visivelmente melhor nesta etapa, o Santa Cruz avançou outra vez para o campo ofensivo e Júnior Maranhão, que acabara de entrar no ABC, cometeu falta na intermediária potiguar. Didira foi para a cobrança, a bola bateu na barreira e voltou, mas o árbitro já parava o lance para devolver a posse aos visitantes.

A situação ficou mais difícil para o ABC aos 35 minutos do segundo tempo. Vinícius Paulista, que entrou em campo aos 31 minutos, sentiu um problema na coxa direita e recebeu atendimento em campo. O médico potiguar solicitou a substituição do jogador, mas o técnico Francisco Diá já havia feito as três trocas, deixando o time com um a menos.

Com a superioridade numérica, o técnico Itamar Schulle colocou o time para frente, tirando o volante Bileu e colocando Felipe Cabeleira em campo. O jogador chegou ainda a assustar, só que em posição de impedimento.

Mas seria Toty a dar felicidade ao time pernambucano. O jogador ganhou dentro da área do ABC, faltando 20 segundos para o fim do jogo, já nos acréscimos, cortou para o meio e bateu rasteiro, de canhota. Antes de chegar à rede, a bola desviou na zaga e fechou o placar em 1x0.

FICHA DA PARTIDA - SANTA CRUZ 1x0 ABC

Santa Cruz: Maycon Félix; Júnior, Danny Morais, William Alves e Toty; Bileu (Felipe Cabeleira), João Cardoso (Tinga) e Lucas Gonçalves (André); Jeremias, Didira e Mayco Félix. Técnico: Itamar Schulle

ABC: Rafael; Pedro Costa, Joécio, Vinicius Leandro e Marlon; Felipe Manoel (Vinícius Paulista), Cedric e Jailson; Berguinho (Núbio Flávio), João Paulo (Júnior Maranhão) e Igor Goularte. Técnico: Francisco Diá.

Copa do Nordeste 2020 (4ª rodada) Local: Estádio do Arruda. Árbitro: Glauco Nunes Feitosa (CE). Assistentes: Anderson Silveira Ribeiro e John Lennon Batista da Silva Chaves (ambos do Ceará) Gol: Toty, aos 48' do 2T (S) Cartões amarelos: William Alves, Lucas Gonçalves e Danny Morais (S); Vinícius Leandro (A) Público: 4.784 Renda: R$ 37.135




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM