Jornal do Commercio
Mudanças

Ronaldo e Rodrigo Mancha formarão dupla de volantes do Sport contra o Bahia

Técnico Eduardo Baptista perdeu Rithely e Wendel, ambos por suspensão, no confronto da ida

Publicado em 10/04/2015, às 07h09

Garoto de 20 anos não sente pressão pela responsabilidade de substituir Rithely e Wendel / Guga Matos/JC Imagem
Garoto de 20 anos não sente pressão pela responsabilidade de substituir Rithely e Wendel
Guga Matos/JC Imagem
Diego Toscano

Suspensos, Rithely e Wendel vão assistir pela televisão a partida decisiva contra o Bahia, pelo jogo da volta das semifinais da Copa do Nordeste, na Arena Fonte Nova, no próximo domingo (12). Nos seus lugares, Rodrigo Mancha e Ronaldo têm o aval do técnico Eduardo Baptista, que não acredita que as mudanças na cabeça de área farão tanta falta contra o Tricolor de Aço.

“Com a entrada dos dois, não perdemos nem em pegada, nem em qualidade. São dois jogadores que têm a minha confiança”, explicou Eduardo Baptista.



Formado nas categorias de base do Sport, Ronaldo, de 20 anos, terá a missão de parar novamente (no jogo da ida, entrou no intervalo) o perigoso ataque baiano, que conta com Léo Gamalho, Kieza e Maxi Biancucchi. E a pressão não assusta o garoto. “É uma responsabilidade grande substituir Rithely e Wendel, mas eu não posso fugir das minhas características e nem do que o treinador me pede. Nesses jogos importantes, apesar da minha idade, tenho que entrar tranquilo para desempenhar um bom papel”, explicou.

A única dúvida que ainda resta na cabeça do treinador rubro-negro é em que função, na cabeça de área, os dois vão desempenhar. De imediato, Ronaldo se colocou à disposição para jogar em qualquer posição. “Mancha e eu sempre conversamos para que, quando um subir, o outro guardar a posição. Vou tentar fazer o meu melhor, seja saindo mais ou protegendo a cabeça da área.”





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM