Jornal do Commercio
DECEPÇÃO DA TORCIDA

Com recorde de público na Arena, Sport perde para o Palmeiras

Nem os 42.025 foram suficientes para que o Sport conseguisse a vitória na Série A

Publicado em 23/07/2017, às 17h58

Com dois gols no primeiro tempo, Sport foi derrotado por 2x0 / Bobby Fabisak/JC Imagem
Com dois gols no primeiro tempo, Sport foi derrotado por 2x0
Bobby Fabisak/JC Imagem
FELIPE HOLANDA
Twitter: @f_holanda1

Nem mesmo os 42.025 torcedores do Sport presentes na Arena de Pernambuco foram suficientes para que o Leão conseguisse a vitória. Jogando mal, o rubro-negro não foi páreo para o Palmeiras e acabou sendo derrotado por 2x0 neste domingo (23/7), pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols palmeirenses foram assinalados por Bruno Henrique e Keno, ex-Santa Cruz.

Com a derrota, o Sport caiu provisoriamente para a sexta posição na tabela, enquanto o Palmeiras subiu uma posição e agora é quinto. Próximo domingo (30), o Leão encara o Bahia na fonte nova.

>> Luxemburgo elogia atuação do Palmeiras

>> 'Nada deu certo', diz Rithely

Mesmo jogando como mandante, o Sport começou o jogo encurralado na defesa. Observando a indecisão do adversário, o Palmeiras partiu para o ataque. Podia, inclusive, ter aberto o placar logo aos quatro minutos. Jean avançou pela direita, entrou na grande área e bateu firme. A bola parou na rede pelo lado de fora da meta leonina. O mesmo Jean, na sequência, teve nova oportunidade, mas finalizou para fora.

Enxergando o Palmeiras gostar do jogo, Luxemburgo pediu mais ímpeto ao Sport. Deu resultado. Após cobrança de escanteio de Everton Felipe, o zagueiro Ronaldo Alves completou para o gol e quase abriu o placar. A bola passou perto da meta palmeirense. Em seguida, novamente de cabeça, foi a vez de Diego Souza levar perigo. A tentativa saiu por cima do travessão alviverde. No lance, o camisa 87 se chocou com o zagueiro Luan e precisou de atendimento médico.

Com mais presença no ataque, o Sport conseguiu equilibrar o jogo. Precisava, no entanto, de mais capricho nas finalizações. E foi o Palmeiras quem conseguiu tirar o zero placar. Egídio cobrou escanteio da direita, Bruno Henrique mergulhou de peixinho na primeira trave e cabeceou de costas. A bola encobriu Agenor e ultrapassou a última linha antes que Ronaldo Alves pudesse fazer o corte: 1x0 Verdão.

Em desvantagem, o Sport correu atrás do prejuízo. E quase deixou tudo igual em outra jogada de bola área. Depois de escanteio, Diego Souza desviou de cabeça e por pouco não deixou o dele. A bola bateu na rede, mas pelo lado de fora. Mas o Palmeiras foi letal no contragolpe. Bruno Henrique lançou Keno e o atacante, ex-Santa Cruz, tocou na saída de Agenor para fazer o segundo.



Na etapa final, o Sport voltou disposto a mudar o panorama do jogo. Para isso, precisava se lançar ao ataque. Foi o que aconteceu. Everton Felipe cobrou falta fechada e André chegou para cabecear, mas Jaílson fez a defesa. Foi o primeiro chute a gol do Leão na partida.

A primeira grande chance do Sport, contudo, veio dos pés de seu principal jogador: Diego Souza. O camisa 87, que reencontrou o Palmeiras após a "novela", cobrou falta com categoria e a bola, caprichosamente, parou no travessão de Jaílson. No rebote, André tentou de cabeça, mas mandou por cima.

Das arquibancadas, o torcedor do Sport não conseguia esconder o nervosismo, o que acabou refletindo na equipe dentro de campo. Enquanto o Palmeiras marcava forte, os leoninos iam perdendo a paciência. O alviverde, que não tinha nada com isso, seguiu agredindo. Keno, que já havia feito o segundo, quase fez mais um. Ele finalizou duas vezes e só não marcou porque Agenor fez duas grandes defesas.

Do outro lado, o Sport ainda tentou responder. André e Diego Souza até criaram jogadas, mas o ataque acabou esbarrando na marcação do Palmeiras. Resultado: derrota por 2x0 para o alviverde.

FICHA DO JOGO

SPORT
Agenor; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Sander (Rogério); Rithely (Thallyson), Partrick e Diego Souza; Mena, Everton Felipe (Thomás) e André. Técnico: Vandelei Luxemburgo. 

PALMEIRAS
Jailson; Mayke, Luan, Juninho e Egídio; Thiago Santos, Bruno Henrique, Erik (Raphael Veiga), Jean (Zé Roberto) e Keno (Roger Guedes); Deyverson. Técnico: Cuca.

Local: Arena de Pernambuco. Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO). Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO). Gols: Bruno Henrique, aos 33 do 1º tempo. Keno aos 47 do 1º tempo. Amarelos: Juninho (P). André, Rithely e Diego Souza (P). Público: 42.025 Renda: R$ 848,307.



Comentários

Por Flávio,24/07/2017

Corrijam a matéria pq o público total não foi só da torcida do sport. Tinham quantos palmeirenses no estádio??

Por andre,24/07/2017

A cachorra de peruca nao aguenta nao,kkkkkk

Por GALVÃO PVSA,23/07/2017

REALMENTE PERNAMBUCO TEM DONO ! E O DONO NÃO É O POPOTI NÃO . O DONO É O PALMEIRAS ! KKKKKKK

Por Eisenhower,23/07/2017

O popoti perdeu foi.De casa cheia.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM