Jornal do Commercio
JOGO-TREINO

Lateral do Sport minimiza ausência de amistosos na parada da Série A

Raul Prata afirma que os jogos-treinos estão sendo bastante proveitosos

Publicado em 11/07/2018, às 08h43

Raul Prata disputa posição com Cláudio Winck / Foto: JC Imagem
Raul Prata disputa posição com Cláudio Winck
Foto: JC Imagem
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

Ao contrário de alguns clubes, que nessa parada para a Copa do Mundo disputaram alguns amistosos para que os atletas mantivessem o ritmo de jogo, o Sport optou por não seguir a regra e tem apostado na preparação interna para condicionar o elenco.

Mesmo sem nenhum amistoso marcado, os jogadores rubro-negro não acreditam que serão prejudicados e apontam alternativas para não perderem a condição de jogo. "Não sei se vamos fazer (amistoso). Nessa intertemporada fizemos alguns jogos-treinos com as equipes do Sub-17 e do Sub-20. Às vezes, o coletivo com eles se torna até melhor que o amistoso, por conta da competitividade interna. Então, caso a gente não dispute amistoso, acredito que não vai nos atrapalhar", comentou Raul Prata.



DISPUTA INTERNA

Além dos jogos-treinos com os garotos das categorias de base do clube, Prata também ressalta a disputa sadia durante os coletivos. "Aqui a disputa interna nossa é muito boa. Isso mostra que todos estão bem para desempenhar a função de titular. Que pode entrar no jogo. Isso não acontece só na minha posição (que disputa com Cláudio Winck), mas nas outras também. Temos um elenco forte e temos condições de fazer um grande campeonato", frisou.

O Sport volta a campo pela Série A do Brasileiro no próximo dia 18, diante do Ceará, às 19h30, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, pela 13ª rodada.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM