Jornal do Commercio
Justiça

Advogado de Juninho vai entrar com ação indenizatória contra o Corinthians

Clube paulista desistiu de contratar o atacante do Sport

Publicado em 09/08/2018, às 19h30

Atacante não atuará mais no clube paulista / JC Imagem
Atacante não atuará mais no clube paulista
JC Imagem
JC Online

Por conta da desistência por parte do Corinthians, o atacante Juninho, através do advogado Ernesto Cavalcanti, entrará com uma ação indenizatória contra o clube paulista. Segundo o magistrado, querem transformar o jogador em um bandido. "Vamos entrar com ação indenizatória contra o Corinthians, pelo absurdo cometido. Não se faz isso com o ser humano. A pena que estão impondo a ele é maior que o Código Penal. Estão tentando, mas não vão, conseguir transformar em um bandido", disse o advogado para a Rádio Jornal.

O Corinthians desistiu da contratação do jogador após protesto da torcida por conta do extracampo dele. Juninho é acusado pela ex-namorada de agressão. Chegou inclusive a prestar depoimento no Recife sobre o caso, no ano passado, sendo liberado após pagamento de fiança.



"É um jovem que cometeu um erro e está tentando se recuperar. Para isso vou acionar judicialmente. Cobrando o Corinthians pelo absurdo cometido", destacou Cavalcanti novamente.

CRÍTICAS

Juninho vem recebendo uma rejeição muito grande por parte dos torcedores após a denúncia da ex-namorada. Ao ir para o Ceará, muitas críticas por parte dos cearenses, que não admitiam a presença do jogador no time. O mesmo ocorreu nas redes sociais do Corinthians, com o atenuante que o clube tinha colocado no mesmo dia, 7 de agosto, uma homenagem aos 12 anos da Lei Maria da Penha, que versa sobre a agressão contra as mulheres. Isso foi o estopim para uma série de críticas ao alvinegro de São Paulo, que abriu mão da negociação. Assim, ele volta ao Sport.


Palavras-chave


Comentários

Por Observador,14/08/2018

Não deveria tentar sair do Sport. Alias, deveria ser promovido a jogador simbolo do clube e da sua torcida: mau-carater, violento, prepotente e vitimista, quando convém. Afinal, pelo sport tudo. É ou não é?

Por Fernando,10/08/2018

Além desse problema de ordem pessoal do atleta, pesa sobre ele as inúmeras acusações de indisciplina dentro do clube. Recusou-se a viajar pelo Sport em jogo da Copa do Brasil (na ausência de André), recusou-se a entrar em campo faltando poucos minutos para acabar o jogo. Isso não é ser profissional. Qual o clube que apostará para ter um jogador desse ?

Por arruda,10/08/2018

Sabemos que este errou, se errou a justiça que o condene. Estava assistindo o Programa de Silvio Luiz na rede TV e tem um senhor chamado China que estava fazendo campanha em rede nacional para que a torcida fizesse pressão para que a diretoria do Corinthinas não o contratasse.

Por Martiniano Neto,10/08/2018

Todo esportista deve ser um exemplo dentro e fora de campo. Mau exemplo.

Por Nilson,09/08/2018

Se tudo o que a ex-namorada disse é verdade (ao que parece ser, pelos detalhes, basta procurar), além de outros tantos problemas outros, esse sujeito é um completo mal elemento.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM