Jornal do Commercio
Protesto

Cruzeiro fala em 'erro grosseiro' da arbitragem do jogo contra o Sport

Mineiros estão preocupados para o duelo da Copa do Brasil

Publicado em 09/09/2018, às 16h21

Mano Menezes questionou árbitro do jogo de quarta / Diego Nigro/JC Imagem
Mano Menezes questionou árbitro do jogo de quarta
Diego Nigro/JC Imagem
Estadão Conteúdo

O técnico Mano Menezes e a direção do Cruzeiro mostraram muita preocupação com a arbitragem escalada pela CBF para a partida contra o Palmeiras, nesta quarta-feira, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, pela rodada de ida das semifinais da Copa do Brasil. Após reclamações contra a arbitragem do empate sem gols contra o Sport, no sábado, em Pernambuco, pelo Campeonato Brasileiro, o alerta é contra o mato-grossense Wagner Reway, que faz parte do quadro da Fifa.

A preocupação cruzeirense se dá porque o árbitro do jogo desta quarta-feira foi afastado logo na primeira rodada do Brasileirão deste ano, quando cometeu erros considerados graves na partida entre Vitória e Flamengo, em Salvador. Ele ficou meses na "geladeira" e voltou a apitar jogos da primeira divisão nacional apenas recentemente.

"O árbitro não é da primeira linha. É um árbitro que apitou recentemente São Paulo x Ceará e deu sete cartões amarelos para o time visitante. Então, é um árbitro que tem o pulso meio nervoso, que quando a torcida grita, daqui a pouco está dando cartão amarelo para quem está jogando como visitante. Vamos nos cuidar também, nos preparar, para que tudo seja dentro da legalidade dentro do campo e que o melhor vença, que é a intenção de todo mundo", alertou Mano Menezes.



Marcelo Djian, diretor de futebol do Cruzeiro, também se mostrou muito preocupado. "Estamos muito preocupados com o jogo de quarta-feira, que é de mata-mata. Já estive três vezes na CBF conversando com o Coronel Marinho e o Alício Pena Júnior e todos colocaram que está sendo cobrado da arbitragem para que se faça reciclagem. Mas nós estamos realmente sendo prejudicados", disse

"O que eles nos falam (na CBF) é que os erros acontecem contra todas as equipes. Mas, para nós que realmente estamos aqui ligados diretamente, têm sido erros muito grosseiros como o de hoje (sábado), um gol em que o jogador (Barcos) estava em totais condições e houve a anulação. Isso nos deixa muito preocupados para um jogo como o da Copa do Brasil", completou Djian, reclamando do erro do paulista Vinícius Gonçalves Araújo no Recife.

Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM