Jornal do Commercio
DE VOLTA

Michel Bastos esquece afastamento e foca em ajudar o Sport

Meia-atacante ganhou a titularidade rubro-negra com a chegada do técnico Milton Mendes

Publicado em 10/10/2018, às 18h11

Michel Bastos ganhou nova função com Milton Mendes: de falso 9 / Foto: Williams Aguiar/ Sport
Michel Bastos ganhou nova função com Milton Mendes: de falso 9
Foto: Williams Aguiar/ Sport
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

A passagem de Michel Bastos pelo Sport está sendo marcada por altos e baixos. O meio-campista até que chegou a ser decisivo quando estava vindo do banco, quando marcou na virada diante do Atlético-MG (na 8ª rodada), além de fazer um golaço de bicicleta contra o Vasco (na 11ª rodada). Mas, após a Copa do Mundo, quando ganhou a titularidade, deixou a desejar e acabou amargando o banco. Pior: acabou sendo afastado pela antiga direção por questões internas. Motivos, pelos quais, o jogador de 35 anos ainda desconhece.

LEIA MAIS:

> Michel Bastos rebate Beltrão: 'Nunca tive problema em ficar no banco no Sport'

> Fellipe e Michel Bastos ganham nova chance no Sport

> Milton Mendes procurou ajuda para melhorar relacionamento

> Treino ‘molhado’ do Sport tem o retorno de Michel e Hernane

“Não foi o Sport que me escolheu, eu que escolhi estar aqui. Foi vontade minha de chegar no clube e ser referência. Foi difícil porque pediram a minha saída. O porquê, até hoje, eu não sei. Fui contra. Vim para ajudar o Sport a não sair da Série A, que é o lugar dele. Com o time nessa situação e não poder ajudar os companheiros, é difícil. Fico feliz em ajudar com minha experiência e qualidade. Foi por isso que vim para cá”, declarou Michel.



TITULARIDADE

Com a chegada de Milton Mendes, Bastos voltou a reencontrar o bom futebol e espera ganhar uma sequência de jogo. “Quem gosta de ficar de fora? Posso não concordar, mas tenho que respeitar o treinador e eu sempre respeitei. O atleta odeia ficar no banco. Aqui joguei poucas vezes como titular e fica difícil fazer a diferença com pouco tempo de jogo. Milton chegou e me colocou como centroavante. Não é a minha posição, mas joguei contra o Atlético-MG e mostrei que tenho condições de jogar ali. Tenho minhas preferências, que é jogar aberto, mas minha intenção é de ajudar e estou tentando desempenhar o melhor papel para o time” falou.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM