Jornal do Commercio
ALTERNATIVA

Categoria de base é vista como a sobrevivência do Sport em 2019

Com orçamento enxuto, o clube rubro-negro terá de apostar nos pratas da casa na próxima temporada

Publicado em 07/12/2018, às 07h22

Adryelson e Evandro foram formados nas categorias de base do Sport / Foto: Williams Aguiar/ Sport
Adryelson e Evandro foram formados nas categorias de base do Sport
Foto: Williams Aguiar/ Sport
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

Em época de campanha eleitoral de clube, a valorização das categorias de base é um item prioritário no discurso dos candidatos à presidência, mas que na maioria dos casos não é colocado em prática. Entretanto, diante da dura realidade financeira do Sport, principalmente após o rebaixamento, o próximo presidente (Milton Bivar e Eduardo Carvalho disputam o pleito) terá de tirar essa proposta do papel e tornar realidade. Com o orçamento enxuto em 2019 e sem dinheiro para trazer atletas renomados, dar chance aos garotos formados em casa não é uma questão de escolha, e sim de sobrevivência.

O próprio Eduardo Carvalho, candidato da chapa ‘Uma Razão para Viver’, antecipou que pretendia trabalhar com uma folha salarial do departamento de futebol em torno de R$ 2,5 milhões. Porém, com a queda de divisão e de receita, esse plano terá de ser repensado. “Teremos de reduzir drasticamente o custo operacional do clube. A nossa margem de folha salarial do futebol terá de ser revista. A nossa atenção com a base será redobrada. A nossa categoria de base será o caminho para tirar o Sport do buraco. A saída para fazermos a revolução que queremos fazer na Ilha do Retiro”, falou.

Apenas dois jogadores formados no clube terminaram a temporada como titulares: Maílson e Adryelson. Porém, ambos só receberam oportunidade para jogar no time principal por falta de opções. No caso do goleiro, Magrão acabou se machucando e, só depois que Agenor foi dispensado (não deu conta do recado contra o América-MG) é que o prata da casa assumiu a titularidade. Com o zagueiro foi algo semelhante. Na 28ª rodada, quando o Sport encarou o Internacional, Ernando e Léo Ortiz não puderam enfrentar o ex-time, enquanto Durval estava machucado. Durante a semana, Adryelson ganhou a disputa para Max, foi titular, fez gol na vitória sobre os Colorados e não saiu mais do time.



“Queremos integrar o futsal com as categorias de base e com o profissional. É importante que os jogadores vindos da base convivam com os atletas mais experientes, mas que tenham um treinador específico para que eles sigam treinando fundamentos, já que no profissional não se treina com tanta constância finalização, falta, bola parada, cruzamentos”, declarou Milton Bivar, candidato da chapa ‘Sport do Povo’.

OUTROS PRATAS DA CASA

Além de Maílson e Adryelson, o elenco que terminou 2018 contava com outros pratas da casa: os laterais Elias e Evandro; o volante Neto Moura; os meias Pablo Pardal, Jadson e Marlon. Em 2019, outros quatro estarão de volta após empréstimo: Ronaldo, Thallyson, Fabrício e Juninho.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM