Jornal do Commercio
cotas

Sport cai na tabela de cotas da Copa do Brasil e deixa de ganhar meio milhão

O Leão foi rebaixado no Brasileirão e, consequentemente, caiu no ranking de clubes

Publicado em 11/01/2019, às 15h48

Leão caiu para a Série B e no ranking de clubes.  / Foto: JC Imagem
Leão caiu para a Série B e no ranking de clubes.
Foto: JC Imagem
Karoline Albuquerque
Do Blog do Torcedor

A queda de divisão do Sport na temporada passada também fez cair a posição do Leão no Ranking Nacional de Clubes da CBF (RNC 2019), o que acarretou, consequentemente, na redução da cota recebida na Copa do Brasil. Antes 15º e agora 16º, o Rubro-negro passa a integrar o Grupo III, junto a Central, Náutico e Santa Cruz. Nesta faixa, os clubes vão receber R$ 525 mil pela primeira fase da taça nacional.



O valor é 50% menor que o do primeiro grupo. Só uma posição no ranking já muda os critérios aplicados ao Sport. De acordo com a tabela de cotas da Copa do Brasil na temporada 2019, o Grupo I inclui os 15 primeiros do RNC. Depois, no Grupo II, entram os times que vão disputar a Série A neste ano, exceto os que já estão no grupo anterior. Por fim, os demais.

Leia matéria completa no Blog do Torcedor.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM