Jornal do Commercio
DE SAÍDA

Zagueiro entra na Justiça contra o Sport, consegue rescisão contratual e cobra R$ 4 milhões

Ronaldo Alves vinha treinando em separado no CT do Leão enquanto não resolvia pendências com o clube

Publicado em 04/02/2019, às 18h27

Ronaldo Alves teve sua rescisão com o Sport publicada no BID / Foto: JC Imagem
Ronaldo Alves teve sua rescisão com o Sport publicada no BID
Foto: JC Imagem
JC Online

Com a proposta de transferência para o futebol turco frustrada e sem perspectiva de receber os atrasados do Sport, o zagueiro Ronaldo Alves acionou o clube da Praça da Bandeira na Justiça do Trabalho. O defensor, que está no Leão desde 2016, cobra de salários vencidos, férias, luvas, 13º salário, não recolhimento do FGTS, a quantia de R$ 4.105.680,00.

O advogado de Ronaldo Alves, André Oliveira de Meira Ribeiro, conseguiu uma liminar na 2ª Vara do Trabalho da 6ª Região, em que a Juíza Andréa Cláudia de Souza concedeu ao zagueiro a rescisão indireta do contrato com o Sport (tinha vínculo até dezembro de 2020), permitindo o defensor a acertar com outro clube. Inclusive, a quebra contratual já saiu no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, nesta segunda-feira (4).



A reportagem do Jornal do Commercio procurou o vice-jurídico do Sport, Marcos Cabral, que se pronunciou afirmando que “O Sport Club do Recife ainda não foi notificado . Assim que o clube tomar conhecimento, através da notificação judicial, tomará as medidas cabíveis que o caso requer”.

COBRANÇA

Ronaldo Alves cobra do Sport o não pagamento dos salários dos meses de agosto, setembro, outubro e novembro de 2018; 13º salário do ano de 2018; férias do ano de 2018, com o acréscimo de 1/3; 13º salário do ano de 2017; cinco parcelas de R$ 60 mil do aditivo ao “contrato de imagem”, referentes aos meses de agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro de 2018; três parcelas de R$ 100 mil a título de luvas (pela renovação contratual em 2018); além do não recolhimento do FGTS de julho e agosto de 2016; e junho, julho, agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro de 2018.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM