Jornal do Commercio
ESTADUAL

Sport encara o Petrolina com time alternativo

Técnico Milton Cruz optou por poupar os titulares visando a estreia na Copa do Brasil

Publicado em 10/02/2019, às 07h51

Milton Cruz quer o Sport inteiro no duelo diante da Tombense / Foto: JC Imagem
Milton Cruz quer o Sport inteiro no duelo diante da Tombense
Foto: JC Imagem
JC Online

Uma tarde de estreias. Como o Sport terá uma maratona de três jogos em uma semana - com a estreia na Copa do Brasil e um clássico contra o Santa Cruz pela frente -, o técnico Milton Cruz resolveu poupar a equipe titular e vai mandar a campo uma formação alternativa diante do Petrolina, hoje, às 16h, na Ilha do Retiro, pela 5ª rodada do Campeonato Pernambucano. Chance para que o brasileiro naturalizado croata Sammir e o atacante Luan possam estrear com a camisa rubro-negra.

“Não estamos tirando a importância do Pernambucano. Precisamos somar pontos e estar entre os oito primeiros. Esse é o nosso objetivo. Mas também temos um jogo importante lá (em Tombos) e, se Deus quiser, voltaremos classificados. A logística será complicada, também assisti alguns jogos da Tombense. Vamos encontrar dificuldade com o campo deles. É estreito e com algumas limitações. Espero contar com um time forte para encarar o Petrolina e logo depois (na segunda) viajar com todos os jogadores sem dor, preparados e sem desgaste para trazer a classificação na Copa do Brasil”, comentou Milton Cruz.

Atualmente, o Sport ocupa a vice-liderança do Estadual com nove pontos, oito a mais do próprio Petrolina, primeira equipe fora do Z-8. “Quando montamos o grupo não tem essa de reserva e titular. Todos são importantes. E, onde trabalho, procuro colocar todo mundo para jogar. Às vezes vai entrar um ou outro. Mas todos são importantes”, contou o treinador.
Com relação a estreia de Sammir, Milton mantém a cautela, já que o meio-campista não atua há mais de uma temporada.

“Sammir é um meia clássico: que organiza as jogadas e é muito inteligente. Ele está voltando a treinar mais forte agora... Sentiu um desconforto no tendão e acabou prejudicando a condicionar melhor. Ele pode e vai melhorar a sua forma física. Além disso está se readaptando aos gramados do Brasil, já que na Europa os gramados são mais macios. Aqui a dificuldade é maior com os campos duros. Mesma situação do Lazaroni”, falou.



PETROLINA

Com relação ao time do Petrolina, o técnico Lima vai buscar surpreender o Leão, em plena Ilha do Retiro. A motivação passa pelo fato de a Fera Sertaneja ter conseguido, diante do Santa Cruz, marcar o seu primeiro gol na competição. O zagueiro Lucão foi expulso na última rodada e cumpre suspensão.

Ficha do jogo

SPORT

Maílson; Raul Prata, Cleberson, Walber e Guilherme Lazaroni; João Igor, Leandrinho e Sammir; Luan, Juninho e Elton.
Técnico: Milton Cruz.
Esquema: 4-3-3.

PETROLINA

Pezão; Marquinhos, Jefferson Petrolina e Danilo; Raniel, Pimpim, Alan Reuber, Marcelo e Rogerinho; Willimas e Jean.
Técnico: Lima.
Esquema: 3-5-2.

Local: estádio da Ilha do Retiro, no Recife (PE).
Horário: 16h.
Árbitro: Gleydson Leite.
Assistentes: Ricardo Chianca e Gilberto Freire.
Ingressos: de R$ 10 a R$ 60.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM