Jornal do Commercio
Leão

'Sport não recebeu nada', diz diretor sobre Everton Felipe

Compra definitiva do meia pernambucano pelo São Paulo ao Leão esbarra em dívidas do rubro-negro como tricolor paulista e com o próprio jogador

Publicado em 12/02/2019, às 13h48

Everton Felipe chegou ao São Paulo em agosto do ano passado / Érico Leonan / saopaulofc.net
Everton Felipe chegou ao São Paulo em agosto do ano passado
Érico Leonan / saopaulofc.net
JC Online

De acordo com o diretor de futebol do Sport Nelo Campos, o São Paulo ainda não exerceu o direito de compra sobre o meia Everton Felipe. Apesar de o presidente rubro-negro, Milton Bivar, ter ido ao clube paulistano em duas oportunidades, as negociações teriam esbarrado em dívidas do rubro-negro pernambucano com o Tricolor do Morumbi pela compra do atacante Rogério e com o próprio Everton Felipe. Para ficar com o jogador em definitivo, a agremiação do Sudeste, em tese, deve desembolsar ainda R$ 3 milhões.

"Mantemos a política de boa vizinhança com o São Paulo. O nosso presidente (Milton Bivar) já foi lá duas vezes. Mas as negociações sempre emperram por algum motivo. Há atraso no pagamento por Rogério. Atrasos em pagamentos para Éverton também. De salários, premiações. Então, o Sport não recebeu nada (do São Paulo). Assim que isso acontecer, será anunciado e publicado no portal da transparência", afirmou Nelo.



Na negociação com o time do Morumbi, o Sport mantém 5% dos direitos de Everton Felipe mais 2,75% pelo mecanismo de solidariedade da Fifa, por ter atuado na formação do atleta. Esse percentual é válido apenas para transferências internacionais. Já o São Paulo fica com 40%, enquanto 30% pertence aos empresários do atleta. Os 25% restantes são do Banco BMG, que participou da construção do CT leonino.

AINDA NÃO AGRADOU

Everton Felipe ainda não convenceu no São Paulo e está longe de ser uma unanimidade entre os torcedores. Ele chegou ao novo clube em agosto do ano passado e estreou justamente em duelo diante do Leão, pela Série A do Campeonato Brasileiro. O duelo acabou com vitória são-paulina por 3x1. De lá para cá, o meia atuou em oito partidas, apesar de ser relacionado com frequência.  





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM