Jornal do Commercio
Notícia
campeonato pernambucano

Diretor do Sport defende gol regular diante do Náutico

Wanderson Lacerda explicou que, apesar de o lance ser polêmico, o gol do Sport é válido de acordo com regrada Fifa

Publicado em 15/04/2019, às 11h38

Pernambuco foi o único estado que não contou com o VAR no País / Alexandre Gondim/JC Imagem
Pernambuco foi o único estado que não contou com o VAR no País
Alexandre Gondim/JC Imagem
JC Online

O diretor de futebol do Sport Wanderson Lacerda falou sobre o lance polêmico que culminou no gol do Sport diante do Náutico, na partida de ida da final do Campeonato Pernambucano. O dirigente explicou que o lance tem interpretação complicada, mas é válido  de acordo com regra da Fifa.

"Eu já ouvi vários comentários, televisão, recorte do lance. O lance é muito difícil. Mas acredito que a partir de 2004 houve uma remodelação da Fifa e esse tipo de lance não seria impedimento. De extrema dificuldade. O próprio quadro da CBF já enquadrou o lance nesse quesito. Porque a torcida do Náutico reclamou e só depois do final do jogo o lance repercutiu. Mas se a gente for olhar a partida, o Sport mereceu. Credenciou a vitória. Infelizmente tem esse clima por causa do gol", comentou o dirigente.



IMPEDIDO? 

No lance, Sander estava impedido, mas a assistente Daiane Muniz não visualizou o jogador adiantado. O Náutico ficou na bronca com a arbitragem alegando que a presença do VAR anularia o gol. "Jogo de ontem é passado. E o passado pertence a Deus. Vamos trabalhar a partir de amanhã para o jogo de domingo", ponderou Wanderson. 

 


Palavras-chave


Comentários

Por Emanuel Bruno,15/04/2019

Meu deus... O último jogo do Náutico teve gol irregular e ai? Vcs não falam nada... O gol foi válido e legal, Sander não estava participando do primeiro lance do chute a gol ok, no rebote ele pegou a bola mas ai estva regular. Para de chorar Barbie vcs já sabem que nada e nada e morre na praia KKKKKK

Por Rodrigo,15/04/2019

Tem que ser muito cara de pau em falar que o gol foi legal... cara de pau não, tem que ser canalha mesmo. Por isso são tidos como arrogantes, megalomaníacos e criadores de realidades alternativas onde só eles estão certos... é um escárnio com os amantes do futebol... alterar a regra do jogo já que beneficia eles... é Wanderson sendo Wanderson... mas se fosse esse lance contra a coisa, ele ia dar na cara de Evandro!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM