Jornal do Commercio
Leão

Sport adota discurso da cautela após vitória sobre o Náutico

Leão venceu a ida da decisão do Estadual por 1x0 neste domingo (14), nos Aflitos

Publicado em 15/04/2019, às 08h16

Um empate no domingo, na Ilha do Retiro, dará ao Sport o 42º título estadual da história do clube / Alexandre Gondim/JC Imagem
Um empate no domingo, na Ilha do Retiro, dará ao Sport o 42º título estadual da história do clube
Alexandre Gondim/JC Imagem
Luana Ponsoni

Apesar de felizes pela vitória por 1x0 sobre o Náutico no último domingo (14), pela ida da final do Campeonato Pernambucano, nos Aflitos, os jogadores do Sport preferem tratar a vantagem construída com cautela. Ao término do duelo, boa parte dos atletas já fazia questão de repetir o quando o título do Estadual segue em aberto. O discurso também foi dito pelo técnico Guto Ferreira, que não deixou de se mostrar satisfeito com o rendimento do elenco no primeiro jogo da final. A partida da volta acontece às 16h de domingo, na Ilha do Retiro. Um empate dá ao Leão o 42º Estadual de sua história. Se o Náutico vencer por 1x0,porém, a decisão vai para os pênaltis. 

“Foi bom. Um resultado importante. Mas não tem nada definido. É uma semana para a gente trabalhar bastante, aperfeiçoar, melhorar, corrigir falhas, ter os pezinhos bem fincados no chão. Contar com o apoio do nosso torcedor (no domingo) para que possamos fazer outro grande jogo e buscarmos mais uma vitória”, declarou o comandante rubro-negro.

Um dos destaques na vitória sobre o Náutico, o lateral Norberto também fez questão de se mostrar preocupado com qualquer clima de “já ganhou”. “A gente fez uma vantagem importante, mas não determinante. Da mesma forma que a gente ganhou aqui (nos Aflitos), também podemos dar bobeira e eles podem ganhar lá (na Ilha do Retiro) também. A gente tem de se manter concentrados para fazer um bom jogo dentro de casa também”, apontou.



Já o atacante Hernane Brocador foi um dos jogadores leoninos que contrastavam um pouco com os discursos dos companheiros de equipe e do treinador. O artilheiro da rubro-negro pernambucano, com nove gols em 11 jogos, fez questão de destacar todo o cenário favorável à conquista do Estadual pelo Leão.

“Eu acho que a sensação é muito boa. Ganhar aqui hoje (ontem). Sabíamos da força da nossa equipe. A gente sabe que é jogo de detalhe. Poderíamos ter levado dois ou três gols de diferença para casa. Mas, com o fator da nossa torcida, a gente tem tudo para conquistar esse título dentro de casa”, afirmou.

MESMA POSTURA

Para o segundo jogo diante do Náutico, é provável que o Sport entre em campo com a mesma postura e sem muitas surpresas na equipe. O técnico Guto Ferreira não perdeu nenhum jogador por suspensão e todos devem estar em condições clínicas para o jogo. “A gente jogou aqui (Aflitos), que eles saem bastante, da mesma forma. Não tem o que mudar. Se muda a forma com que a equipe joga a cada partida, a gente inibe a maneira que o time tem de jogar. Então, mais do que nunca, tenho de manter o que eles têm de bom e não tentar mudar alguma coisa”, garantiu Guto Ferreira.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM