Jornal do Commercio
Notícia
JEJUM

Sem vencer na Ilha há 45 dias, Sport quer quebrar jejum diante do Londrina

Última vitória do time rubro-negro em casa foi diante do Salgueiro, na semifinal do Pernambucano

Publicado em 22/05/2019, às 07h21

Sport ainda não venceu na Ilha do Retiro nessa Série B / Foto: JC Imagem
Sport ainda não venceu na Ilha do Retiro nessa Série B
Foto: JC Imagem
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

O Sport não vence na Ilha do Retiro há 45 dias. A última vitória rubro-negra no estádio Adelmar da Costa Carvalho foi contra a equipe do Salgueiro, no dia 7 de abril, pela semifinal do Campeonato Pernambucano. Nesse período sem triunfar como mandante, o time leonino disputou três jogos diante do seu torcedor: derrota para o Náutico no tempo regulamentar, na final do Estadual - a vitória só veio na disputa de pênaltis; e dois empates contra Oeste e Figueirense, pela Segundona.

Os jogadores rubro-negros estão cientes de que precisam voltar a vencer em casa para subirem na classificação e alcançarem o G-4 da Série B. “Estamos pecando um pouco nas finalizações. Mas isso vai de acordo com cada jogo. Tem uns que surgem mais oportunidades de fazer o gol e outros não. Mas estamos jogando bem... Na partida contra o Figueirense, na Ilha, nos impomos bastante e jogamos melhor. Agora, diante do Londrina, será um jogo grande. É time que está na parte de cima da tabela, estão com 10 pontos, e será um jogo fundamental para subirmos para a segunda ou terceira colocação”, projetou Maílson.



Para encarar um dos líderes da Segundona, a diretoria do Sport baixou o preço do ingresso (o menor valor custa R$ 10,00) para atrair a torcida rubro-negra para incentivar o time na próxima sexta-feira. “Temos de fazer valor o fator casa. Se Deus quiser vamos sair de campo com mais uma vitória e conseguir uma sequência positiva nessa Série B. Estamos todos focados e confiantes para essa partida”, comentou o goleiro leonino.

BAIXO PÚBLICO

Nos dois jogos disputados na Ilha do Retiro, nessa Série B, o Sport não conseguiu colocar sequer 15 mil torcedores nas duas partidas. Contra o Oeste,  na primeira rodada, o público foi de 6.492 presentes no estádio rubro-negro. Já contra o Figueirense, pela terceira rodada, a média subiu e 8.166 torcedores compareceram. Diante do ingresso mais em conta, a expectativa é que o público ultrapasse os 10 mil.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM