Jornal do Commercio
Notícia
SÉRIE B

Sport quebra jejum em casa, vence o Londrina e entra no G-4 da Serie B

Time rubro-negro venceu o Tubarão por 3x2, chegou aos nove pontos conquistados e agora ocupa a 4ª colocação

Publicado em 24/05/2019, às 23h24

O centroavante Hernane marcou os três gols do Sport / Foto: JC Imagem
O centroavante Hernane marcou os três gols do Sport
Foto: JC Imagem
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

O Sport segue invicto no Brasileiro da Série B. Em uma partida bastante movimentada, os rubro-negros voltaram a vencer na competição e, desta vez, bateram o Londrina por 3x2, nesta sexta-feira (24), na Ilha do Retiro, pela 5ª rodada. Os gols da partida foram marcados por Hernane Brocador (três), com Augusto e Germano descontando para os paranaenses.

Com os três pontos conquistados, o Leão chega aos nove pontos e, temporariamente, ocupa a 4ª posição (sábado e domingo acontecem o complemento da rodada). O time rubro-negro volta a campo na próxima terça-feira (28), para encarar o Operário, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, no Paraná.

O JOGO

Disposto a quebrar o jejum de vitórias dentro de casa, o Sport começou a partida de maneira incisiva e pressionando bastante o Londrina. Não demorando muito para os rubro-negros levarem perigo à meta da equipe paranaense. Logo aos quatro minutos, o volante Charles recebeu passe na entrada da área e disparou um chute rasteiro no cantinho... A bola saiu quicando no gramado e quase engana o goleiro Matheus Albino, que se esticou para desviar e mandar para escanteio.

Aproveitando o ímpeto inicial, o Leão resolveu arriscar mais vezes. Quem também tomou a iniciativa foi Guilherme. Inquieto, o atacante se movimentava bastante, sempre pedindo jogo. Porém, a pontaria não estava calibrada. Em 20 minutos, o camisa 11 já tinha feito quatro finalizações: nenhuma foi em direção ao gol.

Como as coisas não estavam dando certo na hora do arremate, Guilherme resolveu adotar o espírito de garçom e passou a servir os companheiros. Deu certo! Aos 29 minutos, o atacante rubro-negro desceu pela direita, foi à linha de fundo e, mesmo marcado, conseguiu cruzar rasteiro para Hernane Brocador, que se antecipou do marcador e escorou a bola para abrir o placar: 1x0.

Mesmo em vantagem, o Sport seguiu mantendo o ritmo e não permitiu que o Londrina explorasse os contra-ataques. Tanto que o goleiro Maílson não foi exigido em nenhum momento na primeira etapa, somente em bolas alçadas na área - todas sem perigo.

A equipe paranaense voltou para a segunda etapa adotando uma postura mais ofensiva e passou a atuar no campo defensivo do Sport. Logo aos sete minutos, o atacante Uelber desceu pela esquerda, entrou na área e chutou cruzado para a defesa de Maílson. A resposta do Leão foi imediata. Aos 12, boa triangulação entre Charles, Noberto e Ezequiel, que recebe livre dentro da área e cruza a meia altura para Hernane chegar de peito e ampliar o marcador: 2x0.



O gol sofrido não abateu o Tubarão. E, ao reiniciar o jogo, já conseguiu descontar. Aos 15, Higor Leite cobrou falta lateral e o zagueiro Augusto subiu mais que os defensores do Sport para cabecear e diminuir o placar: 2x1. Empolgado, o Londrina aproveitou o momento positivo para empatar o jogo. Após saída errada de João Igor, aos 17 minutos, Igor Leite aproveitou a bobeada e disparou em direção ao gol, mas preferiu rolar para Uelber, que acabou sendo derrubado por Sander dentro da área: pênalti. Na cobrança, Germano marcou: 2x2.

Assim como fez na partida contra o América-MG, Guto Ferreira voltou a apostar nas entradas de Leandrinho e Hyuri. E, mais uma vez, funcionou. Com as substituições, o Sport ficou mais vertical, sempre que tinha a posse de bola partia em direção à meta de Matheus Albino. Em uma dessas investidas, o desempate. Aos 29, Hyuri abriu na esquerda para receber, entrou na área e cruzou rasteiro para Hernane marcar o seu terceiro gol na noite: 3x2.

Com o placar em vantagem, o Sport conseguiu segurar a vitória até o apito final e chegou à quarta colocação, com nove pontos conquistados.

Ficha do jogo

SPORT

Maílson; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; João Igor (Hyuri), Charles e Sammir (Leandrinho); Guilherme, Ezequiel (Yago) e Hernane Brocador. Técnico: Guto Ferreira.

LONDRINA

Matheus Albino; Raí Ramos, Marcondes, Augusto e Felipe Vieira; Germano, Romulo e Higor Leite (Arthur Caculé); Marcelinho (Paulinho Moccelin), Anderson Oliveira e Safira (Uelber). Técnico: Alemão.

Local: estádio da Ilha do Retiro, no Recife (PE).
Árbitro: Wagner Reway (PB).
Assistentes: Oberto da Silva Santos e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (ambos da PB).
Gols: Hernane, aos 29 do 1º tempo, aos 12 e aos 29 do 2º tempo; Augusto, aos 15, e Germano, aos 18 do 2º tempo.
Público: 12.028.
Renda: R$ 185.036,00.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM