Jornal do Commercio
Notícia
Rubro-negro

Treinador do Sport analisou começo ruim e elogiou substitutos

Logo na primeira etapa, Guto Ferreira precisou queimar duas mudanças com as lesões de Sander e Adryelson

Publicado em 21/08/2019, às 00h13

Guto Ferreira comentou também sobre a atuação do Sport no segundo tempo / Foto: Anderson Stevens/Sport
Guto Ferreira comentou também sobre a atuação do Sport no segundo tempo
Foto: Anderson Stevens/Sport
Klisman Gama
Twitter: @KlismanGama

Em um jogo onde o desempenho não encheu os olhos, mas foi suficiente, o Sport conseguiu vencer o Vila Nova por 2 a 0 em Goiânia. A equipe leonina teve um primeiro tempo ruim, com dificuldades para criar jogadas e desmontar a defesa adversária. O mesmo acontecia do lado adversário, que não conseguia criar grandes chances diante do sistema defensivo bem postado do Rubro-negro. Ainda sofrendo com as lesões de Sander e Adryelson no primeiro tempo, o treinador do Leão elogiou a entrada dos substitutos.

“Foi um jogo difícil. A gente não começou muito bem. O time teve dificuldade, estava errando passe, mas estava sabendo marcar e sofrer. Mesmo com isso, nós tínhamos chances. Nenhum dos dois times tinham chances tão claras, mas as melhores eram nossa. Tivemos duas baixas bastante importantes. Sander é o capitão, mas o Raul Prata entrou muito bem e o Eder também (na vaga de Adryelson)”, analisou o técnico Guto Ferreira.



Sendo forçado a fazer logo duas mexidas no time por conta de lesões, o comandante rubro-negro teve que segurar algumas trocas planejadas por conta do cansaço. Segurou até quando pôde, para colocar o meia Leandrinho na vaga do cansado Juninho. Com uma boa atuação na partida, o camisa 37 deu a assistência para o primeiro gol do Sport no jogo. Com a entrada do meio-campista, os pernambucanos passaram a ter um melhor controle da partida e soube administrar para assegurar o placar. 

“A gente ficou meio limitado de fazer estratégias e criar situações de cansaço. No segundo tempo, fomos empurrando. O Juninho era peça certa para sair, mas o Juninho conseguiu ajudar e o Elton foi feliz na finalização. O do Hyuri também foi muito bonito, uma bola cruzada na gaveta. Com a entrada do Leandrinho, a equipe começou a se organizar, manter posse. Eles tiveram a infelicidade da saída do (Bruno) Mezenga e mantivemos a posse. A equipe foi inteligente e quando atacou, criou situações interessantes”, concluiu Guto.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM