Jornal do Commercio
ATENÇÃO

Sport prega foco contra o Figueirense para não decepcionar

O Leão procura não dar atenção à crise financeira e política do adversário

Publicado em 15/09/2019, às 08h28

O atacante Guilherme faltou um treino com dores no pé, mas viajou para Santa Catarina. / Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
O atacante Guilherme faltou um treino com dores no pé, mas viajou para Santa Catarina.
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leonardo Vasconcelos

Entrar em campo com foco no que existe dentro dele. Não fora. Este é o maior desafio do Sport quando pisar no gramado do Orlando Scarpelli, em Santa Catarina, às 16h, para enfrentar o Figueirense, neste domingo, pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Bem localizado no pelotão de cima, com 35 pontos, o Leão vai enfrentar o alvinegro catarinense, que está na zona de rebaixamento com 22 pontos e sofrendo uma grave crise financeira e política – o time não vence uma partida há 12 jogos. Nada disso, porém, deve ser levado para dentro de campo na visão do Sport, que deve repetir uma escalação depois de 14 rodadas.

O Sport está invicto há cinco jogos e vem de uma vitória diante do líder Bragantino, na Ilha do retiro. E foi justamente esse importante resultado que Guto Ferreira colocou como exemplo para este jogo diante do Figueira, que vive situação oposta. “Se nós colocamos um nível de importância grande na partida contra o Bragantino, este é ainda maior. Porque, além de jogar contra uma equipe que busca virar o seu momento e joga dentro de casa, existe um desafio interno nosso, mental, de brigar contra a gente mesmo pra reverter essa situação. Em casa nós acabamos empatando com eles. É uma equipe que não tem feito resultados, mas tem jogadores experientes e busca uma mudança deste quadro no segundo turno”, afirmou Guto.

O treinador reconheceu que a crise no rival cria uma expectativa maior na torcida, mas enfatizou que isso não será levado em conta por seus comandados. “Tudo isso traz uma semana de pressão, mas quando jogo começa essa variável não é decisiva. Ela deixa de existir. Aí passa a ser onze contra onze. Cabe a gente estar muito confiante, forte e ser superior em termos de disposição e em ações. Estando assim, fatalmente a gente tende a conseguir o que quer, que é vencer”, projetou.

ESCALAÇÃO

Adversário à parte, Guto tem a perspectiva de conseguir algo que todo treinador almeja e quase nunca consegue: repetir uma escalação. A última vez que ele fez isto foi ainda na sétima rodada. Com praticamente todo o elenco à disposição a tendência é que ela coloque em campo o mesmo time que derrotou o Bragantino na rodada passada: Mailson; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; João Igor, Charles e Leandrinho; Hyuri, Guilherme e Hernane Brocador.



O atacante Marcinho, que foi apresentado na sexta-feira, está à disposição e pode fazer a sua estreia. O também atacante Guilherme faltou o treino da quinta com dores no pé, mas na sexta apareceu na movimentação e não deve ser problema. “Ainda tem alguns probleminhas, mas lógico que a gente pensa em seguir (com a mesma equipe), mas isso a gente só vai saber no momento do jogo”, despistou Guto.

FICHA DO JOGO - FIGUEIRENSE X SPORT

Figueirense - Matheus Vidotto; Kauê (Victor Guilherme), Alemão, Ruan Renato e Héliton; Zé Antônio, Betinho e Tony; Fellipe Mateus, Willian Popp e Yuri Mamute. Técnico: Vinícius Eutrópio. Esquema: 4-3-3.

Sport - Mailson; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; João Igor, Charles e Leandrinho; Hyuri, Guilherme e Hernane Brocador. Técnico: Guto Ferreira. Esquema: 4-3-3.

Local: Orlando Scarpelli, em Santa Catarina. Horário: 16h. Árbitro: Andrey da Silva e Silva (PA). Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Bárbara Roberta da Costa Loiola (PA). Ingressos: R$120/60 (cadeira coberta), R$40/20 (cadeira descoberta) e R$20 (arquibancada).

Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM