Jornal do Commercio
Notícia
SEGUNDONA

Sport fica no 0x0 com o Brasil-RS e desperdiça chance de encostar no Bragantino

Time rubro-negro chegou ao seu décimo quarto empate na Série B

Publicado em 20/10/2019, às 17h44

Sport não consegue superar o Brasil-RS / Foto: FLÁVIO NEVES/ ESTADÃO CONTEÚDO
Sport não consegue superar o Brasil-RS
Foto: FLÁVIO NEVES/ ESTADÃO CONTEÚDO
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

Em uma partida truncada e com poucas chances de gol, o Sport ficou no 0x0 com o Brasil-RS, neste domingo (20), no estádio Bento Freitas, pela 30ª rodada da Série B. Após o 14º empate na competição, o Leão chegou aos 53 pontos e perdeu a chance de encurtar a distância para o líder Bragantino para quatro pontos (se mantém em seis). Agora, o Leão retorna ao Recife para encarar o Paraná, na quarta-feira, às 19h15, no estádio da Ilha do Retiro.

O JOGO

Desde os primeiros minutos de jogo, Brasil-RS e Sport já demonstraram como seria a tônica da partida. Com muitas faltas por parte dos dois times, a bola mal rolava no estádio Bento Freitas e era constantemente parada devido a infrações, principalmente no setor de meio de campo. Tanto que na primeira etapa, o árbitro William Machado Steffen, de Santa Catarina, marcou 23 faltas - praticamente uma a cada dois minutos.

A equipe de Pelotas, a que menos finalizou na Série B, buscava chegar com arremates de longa distância, mas todas sem sucesso e por cima da meta de Luan Polli. O goleiro estreante, por sinal, foi exigido quando o Brasil-RS alçava as bolas na área em cobranças de falta lateral - o arqueiro leonino conseguiu afastar o perigo por duas oportunidades, porém demonstrou insegurança ao sair da meta.

O Sport só conseguiu elaborar a primeira investida ofensiva aos 30 minutos, com um chute cafofo de Leandrinho, mandando a bola pela linha de fundo. O meia rubro-negro, em nova tentativa aos 41, recebeu passe de Guilherme, ganhou no corpo do adversário e chutou da entrada da área por cima da meta de Carlos Eduardo.

Na volta para a segunda etapa, os donos da casa mostraram uma postura diferente e atacavam de forma mais incisiva. Em dois lances seguidos, aos seis minutos, quase não abre o placar. Na primeira chance, Juba aproveita bobeada do sistema defensivo do Sport, e na diagonal esquerda dentro da área, chuta forte, mas Luan Polli sai da meta de forma arrojada para defender com o peito. Os rubro-negros conseguiram afastar o perigo momentaneamente e, na sequência da jogada, a bola chegou para Cristian, na direita, ir à linha de fundo e cruzar para Guilherme Queiroz finalizar e o goleiro leonino defender em dois tempos.

Passado o susto inicial, o Leão se acalmou e tomou conta da posse de bola e não demorou muito para já dar uma resposta. Aos dez, Após triangulação entre Hernane, Guilherme e Sander, o lateral-esquerdo cruzou a bola para a área a meia altura e por muito pouco Charles não chega para empurrar para as redes.



Aos 26, o atacante Cristian fez bonita jogada, passou por dois marcadores rubro-negros, entrou na área e chutou forte cruzado, mas Luan Polli conseguiu encaixar com segurança.

Mesmo com mais posse de bola, o Sport encontrava dificuldade para articular um ataque que levasse perigo à meta de Carlos Eduardo. Porém, aos 40 minutos, a melhor chance leonina. Guilherme recebeu na esquerda e cruzou para Hyuri, que ajeitou de calcanhar para Elton chegar finalizando. O goleiro do Brasil-RS espalmou para frente e, no rebote, o próprio Elton acabou chutando para fora, desperdiçando a melhor oportunidade do Leão na partida. Final de jogo com o placar em branco: 0x0.

Ficha do jogo

BRASIL-RS

Carlos Eduardo; Ednei (Ricardo Luz), Nirley, Heverton e Willian Formiga; Washington, Eduardo Person, Diogo Oliveira e Cristian; Juba (Maicon Assis) e Guilherme Queiroz (Rodrigo Alves). Técnico: Bolívar.

SPORT

Luan Polli; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; Willian Farias, Charles e Leandrinho (Pedro Carmona); Marquinho (Hyuri), Guilherme e Hernane (Elton). Técnico: Guto Ferreira.

Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS).
Árbitro: William Machado Steffen (SC).
Assistentes: Éder Alexandre e Eli Alves Sviderski (ambos de SC).
Cartões amarelos: Ednei, Eduardo Person, Nirley (BRA) e Elton (SPO).




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM