Jornal do Commercio
Notícia
ANSIEDADE

Ansiedade pelo acesso anda mexendo com os jogadores do Sport

Rubro-negros admitem que precisam controlar a ansiedade até que a classificação matemática seja concretizada

Publicado em 08/11/2019, às 07h56

Guto Ferreira vem trabalhando o psicológico com os jogadores do Sport para controlar a ansiedade / Foto: JC Imagem
Guto Ferreira vem trabalhando o psicológico com os jogadores do Sport para controlar a ansiedade
Foto: JC Imagem
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

Uma das definições da palavra ansiedade, segundo o dicionário, é: sofrimento de quem espera o que é certo vir; impaciência. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem o maior número de pessoas ansiosas do mundo, com cerca de 18,6 milhões de brasileiros (9,3% da população). E, nessa reta final da Série B, certamente, boa parte dessas pessoas que se enquadram no perfil dos ansiosos são de torcedores rubro-negros, que aguardam ansiosamente pela confirmação do retorno do Sport à Primeira Divisão.

Um desses rubro-negros ansiosos para que o acesso à Série A seja sacramentado o quanto antes é o atacante Guilherme. “Nessa hora a ansiedade bate, com certeza. Ainda mais agora que estamos bem perto do acesso. Mas temos de ir devagar, com os pés no chão. Não podemos nos afobar. Essa ansiedade que estamos sentindo é boa... É aquela de conquistar algo muito grande para o clube esse ano, que é colocar o Sport na Primeira Divisão. Sendo que é preciso ir com calma, pois já já conseguiremos o nosso objetivo”, falou o vice-artilheiro da Série B, com 13 gols marcados.



O atacante leonino, que foi novamente recentemente, confessa que a chegada de mais um filho tem o ajudado um pouco a não pensar tanto nas contas para se classificar e nos adversários. “É difícil (controlar a ansiedade) pois estamos muito perto. Só dependemos de nós. Ainda bem que não dependemos de ninguém para conquistarmos o nosso objetivo, que desde o começo do ano é o acesso e colocar o Sport na Primeira Divisão... Tanto a Pietra, como o Guilherme Júnior têm me ajudado a esquecer um pouco. Por isso perguntei a vocês se estava com cara de sono, pois fico com os meus pequenos lá (em casa) e dou uma distraída um pouco”, contou Guilherme.

TÍTULO

Apesar de o primeiro objetivo do Sport ser o acesso, o atacante não decretou o fim do sonho de levantar o troféu de campeão da Segundona. “Eu já falei que quero algo a mais... E ainda sonho (com o título). Se tem possibilidade, vou continuar sonhando com ele. Não torço contra o Bragantino, só torço para o Sport. Temos de fazer a nossa parte e deixar as coisas acontecerem. Se tiver de ser, vamos ser campeões. Se não for, paciência. Eu, Guilherme, acredito. Então, vamos buscar. Sábado temos mais uma chance de vencer e, quem sabe, encostar no Bragantino”.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM