Jornal do Commercio
Notícia
Rubro-negro

Sport vence Criciúma com Ilha lotada e fica mais perto da Série A

Com gol de Guilherme, de pênalti, o Leão chega aos 60 pontos

Publicado em 09/11/2019, às 18h37

Sport venceu jogo
Sport venceu jogo "na marra"
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Klisman Gama
Twitter: @KlismanGama

Mais uma atuação suficiente para conquistar os três pontos. A tônica do Sport na Série B é, no geral, essa. Não sobra com relação aos adversários, mas faz o necessário para vencer. Com gol de pênalti de Guilherme na segunda etapa, o Leão deu mais um passo para conquistar o acesso, alcançando os 60 pontos. Além disso, a vitória por 1 a 0 sobre o Criciúma contou com o maior público do Rubro-negro na Ilha do Retiro na competição: 22.158 pessoas.

Destaque negativo para as lesões do atacante Hernane e do meia Leandrinho. O Brocador, após pancada, sofreu um trauma no rosto e teve um afundamento da face no local. Ainda é difícil cravar se terá condições para enfrentar o Botafogo-SP na quarta-feira, às 21h30, em Ribeirão Preto. Da mesma forma o meio-campista, que sentiu a panturrilha e foi substituído, em prantos, no começo da etapa final. Um desfalque certo é o volante Charles, que tomou o terceiro amarelo e cumprirá suspensão.

O JOGO

O duelo começou com o Sport buscando dar intensidade ao jogo. Descidas em velocidades nas pontas, com os laterais chegando até a linha de fundo e tabelando com seus companheiros, no intuito de vencer o meio de campo congestionado imposto pelo time catarinense. Guilherme e Hernane sofriam com a marcação e pouco produziam. Inclusive, o Brocador acabou substituído aos 25 minutos da primeira etapa após se chocar com o lateral-esquerdo Bruno Oliveira. No seu lugar, entrou Élton. Com o camisa 99, aconteceu a primeira boa chance do Sport no jogo. Aos 31 minutos, ele lançou Guilherme pela esquerda, que levou em direção à linha de fundo e rolou para trás. Na entrada da área, Élton bateu colocado e assustou o goleiro adversário.

Depois do abafa inicial feito pelo Sport, o ritmo diminuiu e a partida ficou morna, da maneira que o Criciúma queria. Sem acelerar o jogo, se tornou difícil quebrar as linhas do adversário. Quando recuperava a bola, o Tigre tentava descer em velocidade com Reis e Andrew pelas pontas, aproveitando a recomposição lenta do Leão. Contudo, sofria com a tarde pouco inspirada de seus atacantes. Se na construção das jogadas não estava saindo algo bom, na bola parada o Rubro-negro teve a sua melhor chance. Aos 43, Guilherme bateu escanteio e Charles, na risca da pequena área, cabeceou com efeito e a bola passou ao lado direito de Gianezini. Aos 46, Élton aproveitou rebote em outro tiro de canto e, da meia lua, arriscou e mandou para fora

SEGUNDO TEMPO

Apesar de começar a segunda etapa em ritmo mais lento, assim como acabou o tempo inicial, a partida ganhou emoção. Aos 13 minutos, o Sport teve um gol mal anulado. Léo Artur bateu da meia lua e, na pequena área, Hyuri desviou para o gol. A assistente anulou o tento, mas o camisa 91 estava em posição legal no lance. No lance seguinte, a resposta do Tigre. Reis recebeu na entrada da área, se livrou de dois marcadores e bateu forte para grande defesa de Luan Polli, que abafou o chute. Aos 15, Guilherme cobrou falta pelo lado esquerdo da intermediária. A bola passou por todo mundo e acertou a trave esquerda do Criciúma.



O adversário começou a equilibrar mais as ações e avançou a marcação, mas não pressionou com tanta efetividade. Ainda assim, conseguiu uma boa chance na bola aérea. Depois de cobrança de escanteio, aos 27, Sandro mergulhou e cabeceou à esquerda de Luan Polli. Com pouca intensidade em campo, o Leão sofria para criar jogadas. Desta maneira, investiu na bola parada. Em cobrança de escanteio, Hyuri foi agarrado dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Guilherme cobrou bem, deslocando o goleiro, e abriu o placar. 

Aos 42, foi a vez do Criciúma ter um gol mal anulado. No tiro de canto, Leó Gamalho desviou, Sandro dominou com a barriga e bateu na saída de Luan Polli. Entretanto, o árbitro alegou toque de mão do zagueiro do Tigre. Um minuto depois, o defensor acabou expulso ao acertar cotovelada em Hyuri. Cartão vermelho direto. Depois disso, o Sport passou a segurar o placar e garantiu a vitória.

Ficha de jogo

Sport 1

Luan Polli; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; Willian Farias (Marquinho), Charles e Leandrinho (Léo Artur); Hyuri, Guilherme e Hernane (Élton). Técnico: Guto Ferreira.

Criciúma 0

Paulo Gianezini; Derlan, Sandro, Thales (Eduardo) e Bruno Oliveira; Foguinho, Wesley (Reinaldo) e Jean Mangabeira (Vinícius); Reis, Andrew e Léo Gamalho. Técnico: Roberto Cavalo.

Gol: Guilherme, aos 35’ do 2ºT (SPT). Cartões amarelos: Charles, Sander (SPT); Reis, Léo Gamalho (CRI). Cartão vermelho: Sandro (CRI). Local: Ilha do Retiro. Público: 22.158. Renda: R$ 504.591,00. Árbitro: Wagner Reway (PB). Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz e Daiane Caroline Muniz dos Santos (ambos do MS).

Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM