Jornal do Commercio
Notícia
SPORT

Guto não descarta surpresa, mas aponta permanência como objetivo do Sport na Série A

Treinador acredita que é possível alcançar maiores feitos, mas aponta luta contra o rebaixamento para 2020

Publicado em 07/12/2019, às 07h40

“Não adianta falar que o Sport vai disputar o título
“Não adianta falar que o Sport vai disputar o título", destacou o treinador
Foto: JC Imagem
Diego Borges
Twitter: @DiBorges9

De técnico renovado e os primeiros passos dados para a montagem do elenco de 2020, o Sport acelerou nesta semana o projeto para a temporada que marca a volta da equipe rubro-negra à Série A, após um ano apenas fora da divisão. De fato, pode-se dizer que é impossível não resgatar o período anterior à queda, onde o Leão disputou a elite por cinco temporadas consecutivas, marcando o seu recorde de participações até então na era dos pontos corridos.

No entanto, para que a marca seja alcançada novamente, o próximo ano será crucial sobretudo pelas dificuldades financeiras adquiridas no último descenso, que ainda assombram o caixa leonino e norteiam o objetivo principal da temporada: a permanência para 2021.

Ao menos, é o que se desenha a partir da declaração do técnico Guto Ferreira, que não descarta a possibilidade do Sport surpreender e alcançar ótimos resultados, porém garante que o foco principal é não cair novamente. “Não adianta falar que o Sport vai disputar o título. Antes da competição começar, não podemos dizer. O Ituano entrou no Campeonato Paulista em 2014 para tentar classificar na primeira fase e acabou campeão, surpreendeu todo mundo”, aponta, antes de destacar.



“O Sport vai buscar a permanência na Série A e, num segundo momento, uma classificação na ‘Sula’ e caso consiga fazer uma competição sólida, como neste ano que classificam oito equipes (para a Libertadores), surpreender e buscar coisa maior. É a competição que vai dizer. Mas uma coisa certa é a permanência, até pelo orçamento. Mesmo próximo do que alguns vão ter, mas por ter que pagar contas, vai ser menor”, situou o treinador.

FLAMENGO É INSPIRAÇÃO

Para Guto Ferreira, o Flamengo acaba se tornando uma fonte de inspiração para o Sport, não pela questão financeira, mas pela entrega dos atletas ao longo da temporada que rendeu aos cariocas o título nacional e da Libertadores. “Uma equipe para disputar bem uma Série A, e o Flamengo mostra muito isso, não basta só qualidade. O Flamengo foi diferente porque além da qualidade teve a vontade, a disposição, a fome. E a gente visa que continue com essa fome que tivemos em 2019. Uma equipe competitiva em todos os jogos e que continue com essa fome dentro de campo, por resultados”, completa o treinador.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM
'; status++; } } else { status = 0; document.getElementById("aovivo").style.display = "none"; } setTimeout(function() { aovivo(); }, 180000); })();