Jornal do Commercio
Documentação

Confira quanto você gasta para passar o imóvel para o seu nome

Se o bem for de marinha, o custo praticamente dobra

Publicado em 05/05/2012, às 00h05

Viviane Barros Lima

O que vem depois da compra do imóvel:

Cinco dúvidas básicas

1 - Quanto o mutuário gasta para colocar o imóvel no seu nome?
Juntando o Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), o seguro e contrato com a Caixa Econômica Federal e o registro imobiliário, o gasto chega a 4,5% do valor do imóvel. Ou seja, se o apartamento ou casa custou R$ 100 mil, você vai pagar R$ 4.500.

2 - Quando o imóvel for de marinha, muda alguma coisa?
Sim, é preciso pagar mais para colocar o imóvel em seu nome. Nesses casos, ao invés do percentual máximo ser de 4,5%, ele chega a 9,5%. Para o mesmo bem de R$ 100 mil, o gasto pode ser de R$ 9.500. Por isso, é preciso tomar cuidado ao comprar o imóvel e saber se ele é ou não de marinha, já que a sua condição gera um gasto maior.

3 - Onde é feito o registro?
No tabelionato de notas. Se o imóvel for de marinha, é preciso também ir na Secretaria de Patrimônio da União até 30 dias depois do registro.



4 - Em quanto tempo é preciso passar o imóvel para seu nome?
Não há um prazo legal, mas é prudente que isso seja feito o mais rápido possível. Pode acontecer que o antigo dono do imóvel tenha dívidas e que o bem seja executado judicialmente para pagar esses débitos.

5 - Quem comprar um imóvel do Minha Casa, Minha Vida tem desconto?
Sim. Ele chega a 50% no ITBI, que é de 2% do valor do imóvel, e de 75% no valor do registro. No total, somando as despesas, o desconto é de 60% dos gastos.

Fonte: Ivanildo Figueiredo, professor da Faculdade de Direito do Recife/UFPE e Tabelião do 8º Ofício de Notas da Capital

Leia mais sobre o assunto na edição de Economia do Jornal do Commercio deste sábado (dia 05)




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM