Jornal do Commercio
ARQUITETURA

Torre da extinta Manchete, em Olinda, tem assinatura de Niemeyer

Arquiteto projetou todos os prédios da rede de TV de Adolpho Bloch

Publicado em 06/12/2012, às 07h09

Inauguração da torre da Manchete, em 1984, foi um acontecimento. Complexo incluía prédio e anfiteatro, nunca construídos / Alexandre Gondim/JC Imagem
Inauguração da torre da Manchete, em 1984, foi um acontecimento. Complexo incluía prédio e anfiteatro, nunca construídos
Alexandre Gondim/JC Imagem
Wagner Sarmento

O Parque Dona Lindu não é a única obra de Oscar Niemeyer no Estado. Em Olinda, no bairro de Ouro Preto, está a torre de transmissão da antiga TV Manchete, hoje sob uso da RedeTV!, que foi projetada pelo arquiteto brasileiro três décadas atrás. A Manchete, do jornalista e empresário ucraniano naturalizado brasileiro Adolpho Bloch, iniciou suas atividades no Brasil em 5 de junho de 1983. Amigo de Niemeyer, Bloch pediu que o carioca elaborasse os projetos arquitetônicos dos complexos da emissora no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Ceará e Pernambuco.

A história da Rede Manchete no Estado se confunde com a trajetória de Romildo França, 62 anos. Ele chegou à emissora no final de 1983, como técnico de manutenção e acompanhou de perto a construção da torre. O equipamento foi inaugurado em 5 de março de 1984 e estreou com a cobertura do Carnaval e uma homenagem a Capiba. “Foi a primeira transmissão da Marquês de Sapucaí para cá. Mostramos também a folia no Recife e em Olinda”, conta.

França recorda que o lançamento da obra de Niemeyer foi um acontecimento. Gente de toda parte aparecia para visitar a obra, de 83 metros de altura. “A antena tinha uma iluminação ornamental. À noite parecia um disco voador. O pessoal queria ver. Além disso, na época havia poucos prédios altos, então de todo lugar você conseguia ver”, afirma.

O projeto original previa ainda uma guarita, um prédio de dois andares e um anfiteatro com 2 mil lugares. Só a guarita, entretanto, além da torre de transmissão, foi erguida. O resto nunca saiu do papel, até que a Manchete, duas graves crises depois, fechou as portas em 10 de maio de 1999.



Romildo França viveu a ascensão e a queda da emissora, virou gerente técnico e hoje é um dos poucos remanescentes da Manchete na RedeTV!, cuja sede fica em Santo Amaro, mas que ainda aproveita a antiga antena para transmitir seu sinal analógico e digital. O terreno, contudo, está subutilizado, um patrimônio abandonado. Há dois anos, segundo o funcionário, foi cedido temporariamente à Companhia Estadual de Habitação e Obras de Pernambuco (Cehab-PE) e serviu como canteiro de obras durante o calçamento de ruas em Ouro Preto. “Em alguns momentos, houve conversas com o poder público no sentido de tombar o monumento e ver se aproveita a área de alguma maneira”, diz França.

PROJETOS - O Estado tinha, até duas décadas atrás, outra obra de Niemeyer. O renomado arquiteto criou o projeto de uma casa na Avenida Boa Viagem, na altura do Segundo Jardim, que acabou demolida para a construção de um edifício. “A residência tinha uma fachada inclinada para a frente, trazia as curvas e a elegância de Niemeyer”, lembra o arquiteto José Luiz Mota Menezes.

Duas obras, no entanto, nunca saíram do papel. O projeto do Estádio Presidente Médici, com capacidade para 140 mil pessoas, em Joana Bezerra, foi lançado em 1971 e seria a sede do Sport. O outro era o centro administrativo do governo de Pernambuco, pedido pelo então governador Marco Maciel (1979-1982), atual presidente da Fundação Oscar Niemeyer.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM