Jornal do Commercio
MEIO AMBIENTE

Inpe alerta para aumento de 65% no número de queimadas florestais em 2016

De acordo com o Inpe, a temporada de queimadas no Brasil ainda está no início, com pico previsto para setembro

Publicado em 08/08/2016, às 16h39

A situação no Acre é considerada grave. Foram registrados 844 focos no estado, número três vezes maior que em 2015 / Foto: José Cruz/Agência Brasil
A situação no Acre é considerada grave. Foram registrados 844 focos no estado, número três vezes maior que em 2015
Foto: José Cruz/Agência Brasil
ABr

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrou mais de 53 mil focos de queimadas e incêndios florestais no país até sexta-feira (5) e alerta que o tempo quente e seco pode agravar a situação, caso as ações de fiscalização não sejam intensificadas.

Os dados do Programa de Monitoramento de Queimadas e Incêndios Florestais registram aumento de 65% no número de incêndios no país em 2016 em relação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com o Inpe, a temporada de queimadas no Brasil ainda está no início, com pico previsto para setembro. Portanto, a recomendação é que a população não coloque fogo na vegetação nesta época do ano, pois a ação humana, somada ao tempo quente e seco, ainda é uma das principais causas dos incêndios florestais.



Levantamento

A situação no Acre é considerada grave. Foram registrados 844 focos no estado, número três vezes maior que em 2015. No Amazonas, foram registradas 3.022 queimadas, 284% a mais que em 2015.

O Grupo de Trabalho em Previsão Climática Sazonal do MCTIC fez um levantamento para os meses de agosto, setembro e outubro, prevendo o agravamento da seca que atinge o sudoeste da Amazônia, especialmente o Acre.

O clima pode levar o Rio Acre ao nível mais baixo nível da história, entre 1,20m e 1,30m. Caso isso ocorra, haverá impacto na navegação pelo rio, colocando o abastecimento de comunidades ribeirinhas em risco.

Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM