Jornal do Commercio
Rio Grande do Norte

Natal registra fim de semana de violência e ataque a ônibus

Madrugada deste domingo (3) foi marcada por tiroteios entre bandidos e policiais militares na zona Norte de Natal. Dois homens acabaram morrendo

Publicado em 03/06/2018, às 18h12

Foto: Divulgação / Polícia Militar / Foto: Divulgação/Polícia Militar
Foto: Divulgação / Polícia Militar
Foto: Divulgação/Polícia Militar
Estadão Conteúdo

A madrugada deste domingo (3) foi marcada por tiroteios entre bandidos e policiais militares na zona Norte de Natal. Dois homens acabaram morrendo após tentarem fugir da abordagem policial e iniciarem a troca de tiros. Os casos ocorreram na mesma região administrativa da cidade, mas em situações distintas.

Num dos confrontos, os policiais ordenaram que dois homens que estavam em atitudes suspeitas parassem para averiguação. Eles não seguiram as ordens e tentaram fugir. Um deles tentou entrar numa casa e acabou encurralado pela Polícia Militar. Foi quando se iniciou a troca de tiros.

O homem atingido pelos disparos não resistiu e morreu no hospital. O comparsa conseguiu fugir. No outro caso, um homem disparou contra a viatura da PM e os policiais revidaram e acabaram atingindo o indivíduo.

De acordo com Boletins de Ocorrência registrados pelos policiais militares que participaram dos confrontos, os casos foram descritos como acontecimentos isolados, sem referência com a morte do policial militar Kelves Freitas de Brito, executado com três tiros na manhã do sábado, 2, em Parnamirim, região metropolitana de Natal.

A execução do policial militar foi comemorada com fogos de artifício em bairros da cidade de Parnamirim nos quais funcionam pontos de vendas de drogas e atuação de uma facção criminosa.

Após o assassinato do militar, cujos autores não foram identificados, bandidos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC) deram início a atentados em Natal. As ordens para as ações criminosas teriam partido das lideranças da facção presas no Complexo Prisional de Alcaçuz, em Nísia Floresta. Eles alegam maus tratos e tortura na cadeia. O Estado nega.



Um ônibus da Empresa Guanabara foi incendiado e ficou completamente destruído pelas chamas. Por volta das 15 horas do sábado, bandidos em motocicletas e com armas em punho ordenaram que o motorista parasse o ônibus. O veículo faria o trajeto de um bairro da zona Oeste de Natal ao Centro da cidade. Apontando armas para o motorista e passageiros, eles obrigaram que todos descessem, espalharam gasolina e iniciaram o incêndio.

Como forma de amedrontar os passageiros que correram do local, além dos moradores do entorno, os homens atiraram diversas vezes para cima. Num muro ao lado do local onde o ônibus parou e foi incendiado, os bandidos picharam a sigla PCC (Primeiro Comando da Capital). O caso levou os empresários donos das empresas de ônibus que operam em Natal a determinar o recolhimento da frota.

Crise

O Governo do Estado determinou a convocação dos integrantes do Gabinete de Gestão Integrada (GGI), instalado em momentos de crise na segurança pública, para analisar estratégias. O Estado, porém, evitou falar na atuação da facção criminosa e ressaltou que não havia nenhum motim ou rebelião nas unidades prisionais estaduais.

Somente após uma reunião com representantes das empresas de ônibus e a garantia de reforço policial nas paradas mais movimentadas e no entorno das garagens, a frota voltou a operar neste domingo.

O Governo do Estado, em nota, afirmou que o GGI permanece mobilizado, atuando no monitoramento das ações. As forças de segurança estão integradas, reforçando o policiamento em todo o Estado.

Os empresários donos das empresas de ônibus ressaltaram, porém, que qualquer indício ou confirmação de novo atentado contra o transporte coletivo de passageiros os levará a recolher a frota às garagens de forma urgente.



Comentários

Por FERNANDO RIBEIRO ,03/06/2018

ISSO SE CHAMA GOVERNO BANANA FROUXO TÁ A BANDIDAGEM NO COMANDO O BRASIL É UMA VERGONHA MUNDIAL. O PROBLEMA AGORA É AS ELEIÇÕES MAIS NADA O POVO É IMBECIL VOTAR POR UMA LATA DE PINGA E OUTRAS COISAS MAIS. A HORA É ESSA VAMOS FAZER O SEGUINTE NINGUÉM NAS URNAS QUERO VER QUEM SE ELEGE. TEMOS QUE TER VERGONHA NA CARA E MAIS NADA



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM